NOTÍCIAS

Tati Quebra Barraco sofre ataques na internet e pede respeito após morte de filho

12/12/2016 13:38 -02 | Atualizado 12/12/2016 13:38 -02
Reprodução/Instagram

A funkeira Tati Quebra Barraco vem sendo hostilizada na internet com centenas de comentários de ódio desde a morte do filho, Yuri Lourenço, neste domingo (11).

O jovem de 19 anos foi baleado na Cidade de Deus, zona oeste do Rio de Janeiro, durante uma operação da UPP (Unidade de Polícia Pacificadora).

“Tati estava se apresentando em Belo Horizonte quando recebeu a notícia e chegou ao Rio hoje pela tarde”, diz nota oficial publicada pela produção da cantora em seu perfil no Facebook. “Repudiamos o desrespeito à tragédia que é qualquer mãe ter que enterrar um filho”.

O texto também fala sobre a divulgação de imagens sem autorização relacionadas ao episódio:

“Esperamos que a verdade, sobre uma suposta troca de tiros que nunca ocorreu, chegue à tona e que os responsáveis por registrarem e divulgarem fotos indevidas e desrespeitosas em um momento como esse sejam punidos. Nos apoiamos nessa esperança e na fé para consolar o coração dos familiares de Yuri, que pedem privacidade nesse momento de luto.”

A produção também deixa um agradecimento aos que têm prestado apoio aos familiares nesse momento difícil.

“Agradecemos ao apoio de amigos e fãs nesse momento tão difícil. Estamos recebendo milhares de mensagens que estão ajudando confortar a família.”

Ao final, há um reforço do pedido de respeito ao luto da família:

“Nós, MC Carol e equipe, nos prontificamos para ajudar a Tati Quebra Barraco e sua família nesse momento difícil. [...] Pedimos respeito ao luto da família, que está enfrentando uma perda junto de um ataque de ódio na internet.”

Leia na íntegra:

O corpo de Yuri Lourenço da Silva será velado e sepultado no Cemitério do Pechincha, na Zona Oeste do Rio, nesta segunda-feira.

O velório começará às 14h30 e o enterro está marcado para as 16h.

O caso

De acordo com UPP da comunidade, um grupo de policiais, que realizava um patrulhamento de rotina, foi surpreendido por criminosos armados na Rua Quintanilha. A UPP informou que houve confronto e dois suspeitos foram baleados.

Além de Yuri, outro rapaz foi morto, Jean Rodrigues de Jesus, de 22 anos.

Segundo depoimentos publicados pelo jornal O Globo, o rapaz chegou a ser socorrido e levado ao Hospital Lourenço Jorge, mas não resistiu aos ferimentos. Familiares do jovem acusam a polícia de ter "atirado para matar".

A polícia, no entanto, descreve o incidente como um confronto entre homens responsáveis pelo patrulhamento da região e traficantes de drogas.

LEIA MAIS:

- MC Carol escreveu uma mensagem poderosa em solidariedade à Tati Quebra Barraco

- 'A PM tirou um pedaço de mim', diz Tati Quebra Barraco sobre morte do filho