NOTÍCIAS

Igreja desaba durante culto na Nigéria e mata mais de 100 pessoas

11/12/2016 13:18 -02 | Atualizado 11/12/2016 13:18 -02

Mais de cem pessoas morreram após uma igreja desabar em Uyo, no sudeste da Nigéria. A tragédia ocorreu durante uma culto evangélica, que era acompanhada por autoridades.

"No hospital universitário de Uyo, onde estou agora, pude ver mais de uma centena de cadáveres, muitos estão amontoados uns sobre os outros no chão", disse o fotojornalista Ini Samuel. Segundo o diretor de um hospital da cidade, o número de mortos já chega a 160, e ainda deve subir - ainda não há confirmação oficial dessa informação.

De acordo com o Guardian, a igreja ainda estava em construção, e trabalhadores correram contra o tempo para deixar tudo pronto até o sábado (10), quando o fundador da congregação, o pastor Akan Weeks seria consagrado bispo. Ele escapou do incidente sem ferimentos.

"Eu vi mais de 100 corpos sendo carregados para fora", disse Gary Ubong, morador do local que correu para a igreja após o acidente. "Eu também fui a dois hospitais e vi montes de corpos difíceis de contar."

O governador do estado de Akwa Ibom, Emmanuel Udom, estava no local, mas foi rapidamente retirado da igreja, sem nenhum ferimento. Ele decretou dois dias de luto oficial e afirmou, em seu Facebook, que todos os esforços estão sendo direcionados para o resgate e tratamento das vítimas, que será custeado pelo estado.

Diante da tragédia, os necrotérios da região estão superlotados, e algumas famílias estão mantendo os corpos das vítimas dentro de casa.

Citada pelo jornal local Guardian, a porta-voz da polícia local, Cordelia Nwawe, disse que os grupos de resgate seguem nos esforços de resgatar todas as vítimas que ainda estão presas nos escombros. O governo também determinou a abertura de um inquérito para determinar os responsáveis pela tragédia.

O mandatário da Nigéria, Muhammadu Buhari, também enviou suas condolências às vítimas.