NOTÍCIAS

Campanha propõe que refugiados sejam os convidados da sua ceia de Natal

09/12/2016 19:18 -02

O quanto você conhece sobre outras culturas? O quanto você estaria disposto a aprender sobre elas? E que tal fazer isto neste Natal?

Existem mais de 8 mil refugiados no Brasil e quase 28 mil solicitando refúgio. São pessoas que deixaram suas famílias, cidades e profissões para buscar novas oportunidades por aqui.

São pessoas que carregam dores, superações e sonhos em suas histórias. São pessoas com visões de mundo diferentes e trajetórias particulares.

Uma campanha do Migraflix, instituto social que tem promovido a integração de brasileiros com refugiados e imigrantes por meio do intercâmbio artístico-cultural, propõe que os refugiados sejam os convidados especiais das ceias de Natal das famílias brasileiras.


Mais do que oferecer acolhimento para estas pessoas em uma data que simboliza a união e a gratidão, o objetivo do "Meu Amigo Refugiado" é fazer com que os rostos por trás das estatísticas se aproximem dos brasileiros.

Jonathan Berezovsky, diretor do projeto, disse em entrevista à EBC que a proposta é criar conexões culturais e laços de amizade.

“O povo brasileiro é um povo muito acolhedor. Em várias cidades do País, as pessoas tem essa vontade de acolher os imigrantes refugiados que estão chegando no País e de dar esse carinho que eles precisam. É muito lindo, na verdade. É uma coisa que acontece no Brasil e que em outros países, não está acontecendo, infelizmente.”

A primeira edição do projeto teve como foco em São Paulo e Rio de Janeiro. Foram cadastradas 12 pessoas refugiadas da Angola, Palestina, Cuba, Síria, Colômbia, Nigéria, República Democrática do Congo, Marrocos, Costa do Marfim e Venezuela.

Os organizadores já receberam mensagens de todo o Brasil querendo receber refugiados em suas casas e a ideia é registrar novos nomes até o Natal.

LEIA MAIS:

- Violência contra a mulher é um dos motivos de pedido de refúgio

- Justin Trudeau chora de emoção ao ouvir depoimento de refugiado sírio

- Ex-refugiada de origem somali é eleita deputada estadual em Minnesota