MULHERES

Vereadores de SP aprovam lei que permite presença de doulas em hospitais e maternidades da cidade

08/12/2016 18:22 -02 | Atualizado 08/12/2016 18:22 -02
Sarah Small via Getty Images
Doula assists mother breastfeeding newborn child

Vereadores de São Paulo aprovaram na última quarta-feira (7) o projeto de lei que autoriza a presença de doulas em hospitais e maternidades da cidade.

O projeto da vereadora Juliana Cardoso (PT) prevê que a presença das doulas seja permitida durante o período de trabalho de parto, parto e pós-parto, assim como nos exames e consultas ou sempre que solicitado pela gestante.

Para entrar em vigor, o projeto de lei precisa da sanção do prefeito Fernando Haddad (PT).

PL 380 /2014, da Vereadora JULIANA CARDOSO (PT)

As maternidades e os estabelecimentos de saúde da rede municipal, ou hospitais privados contratados por ela, ficam obrigados a permitir a presença de doulas durante o período de trabalho de parto, parto e pós-parto imediato, bem como nas consultas e exames de pré-natal, sempre que solicitadas pela parturiente.

As profissionais que dão suporte físico e emocional as mulheres em período de gestação já tem presença garantida em hospitais, casas de parto e maternidades do Rio de Janeiro desde junho deste ano.

As iniciativas pelo parto humanizado têm crescido no país. Figuras públicas como Bela Gil falaram sobre a experiência do parto em ambientes acolhedores e com o auxílio de doulas.

Ainda, há uma forte campanha para a diminuição de cesáreas não indicadas no Brasil.

LEIA MAIS:

- Estes relatos mostram a beleza e importância do vínculo entre grávidas e suas doulas

- 'Você não pode rejeitar a dor': Suzana Alves fala sobre experiência do parto humanizado

- Doulas já têm acesso garantido em hospitais e maternidades do Rio de Janeiro