NOTÍCIAS

Emocionado, prefeito de Chapecó discursa vestindo camisa do Atlético Nacional

03/12/2016 14:36 -02
Reuters Photographer / Reuters
Chapeco mayor Luciano Buligon (C) gives his speech wearing a Atletico Nacional de Medelin jersey while paying tribute to the victims of the plane crash in Colombia at Arena Conda stadium in Chapeco, Brazil, December 3, 2016. REUTERS/Diego Vara

Extremamente emocionado, o prefeito de Chapecó, Luciano Buligon, discursou durante a cerimônia em homenagem às vítimas do acidente que vitimou parte da equipe e da comissão técnica da Chapecoense usando a camisa do Atlético Nacional, que enfrentaria a Chape na final da Copa Sul-Americana.

“Não é à toa que visto essa camisa. O clube fez uma belíssima homenagem a todos nós. O mais brilhante de todos foi a frase que ele cunharam em sua página na internet: ‘A Chapecoense veio para Medellín com um sonho e voltou como uma lenda’.", disse o prefeito depois de viajar de Medellín até Chapecó, onde chegou na manhã deste sábado (3), trazendo os corpos de 50 vítimas da tragédia.

"Lendas não morrem, lendas deixam para nós heranças, heranças de uma administração transparente, de um futebol feito do jeito antigo de fazer futebol. Lendas deixam para nós a garra de que uma cidade pequena do interior do Brasil pode ser gigante quando une forças de gente do bem, com bons atletas, com boa diretoria, com um bom povo, e com gana de vencer e conquistar. Esse é o legado que a Chapecoense nos deixa".

Logo no início de seu discurso, Buligon afirmou que "Deus também tem o direito de chorar, por isso chove tanto na Arena Condá". Desde o início do dia, chove muito na cidade de Chapecó. O mandatário também agradeceu o povo colombiano e o embaixador da Colômbia, presidente na cerimônia, e ovacionado pelo público.

"Nos aproximamos de forma a nunca mais esquecer o que esse povo fez por Chapecó, pelo brasil, pelo mundo", disse ele, a respeito do país vizinho. "A solidariedade, a caridade, a fraternidade do povo colombiano, aliado a sua extrema competência de trabalhar pelo ser humano, e com que nós tivéssemos a dignidade de trazer para nossa terra os entes queridos que deixaram a vida na Colômbia", afirmou Buligon, atribuindo também aos serviços de resgate colombianos o fato de haver seis sobreviventes da tragédia. "Muito obrigado, Colômbia", antes de se dirigir em espanhol à plateia, dizendo que os colombianos "sempre estarão nos nossos corações".

O prefeito também garantiu que, na próxima semana, já começa a nova conquista de uma equipe que não é mais de Chapecó, mas do mundo.

"Sejamos felizes".

buligon

LEIA MAIS:

- 'Posso te dar um abraço?': A emocionante entrevista da mãe de Danilo, da Chape, à SporTV

- Mãe do goleiro Danilo é abraçada por toda a torcida da Chape na Arena Condá

- 'Tua sensibilidade está aqui': A comovente carta da esposa de jornalista morto em tragédia