NOTÍCIAS

'Médicos afirmam que voltará ao futebol', diz pai de atleta da Chapecoense que sobreviveu ao desastre

02/12/2016 12:30 -02 | Atualizado 02/12/2016 12:30 -02

neto chapecoense

O zagueiro Neto, um dos atletas sobreviventes do acidente aéreo que envolveu a Chapecoense, na Colômbia, apresentou melhoras significativas no estado de saúde.

No Facebook, Helam Marinho Zampier, o pai do jogador, afirmou que Neto foi submetido a cirurgias, reagiu bem e os prognósticos são animadores. Para os médicos, o zagueiro de 31 anos poderá ter condições de voltar a jogar futebol após completar a recuperação.

“Meu filho está cada vez melhor. Acaba de fazer cirurgia na perna e médicos afirmam que voltará ao futebol”, escreveu o pai do jogador.

Neto foi o último a ser resgatado no local da queda do avião, já próximo ao aeroporto internacional de Medellín. O zagueiro só foi encontrado pelas equipes de resgate dez horas após a queda da aeronave.

Neto foi encontrado bastante ferido, com hipotermia e com uma grave lesão torácica. Dos 22 atletas da Chape que viajavam para a final da Copa Sul-Americana, apenas três sobreviveram. Além do Neto, o lateral-esquerdo Alan Ruschel e o goleiro Follmann seguem hospitalizados em estado grave. O radialista Rafael Henzel é outro integrante do voo que está internado na Colômbia.

neto chapecoense

Tragédia interrompe sonho da Chape

A cidade de Chapecó, em Santa Catarina, e o futebol acordaram de luto na terça-feira (29). O acidente com o avião que levava a Chapecoense para a Medellín, na Colômbia, deixou 71 mortos.

Além dos jogadores, o avião levava a comissão técnica e funcionários da equipe da Chapecoense, e jornalistas que iriam cobrir o jogo a Copa Sul-Americana na quarta-feira, em Medellín, a primeira internacional da equipe do interior catarinense.

O avião, que havia decolado de Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia, tinha como destino final o município colombiano de Medellín, onde a Chapecoense disputaria as finais da Copa Sul-Americana, contra o Atlético Nacional, na noite de quinta-feira (30).

Homenagens a Chape no Brasil e na Colômbia

LEIA MAIS:

- Os brasileiros acordaram com dois novos amores: Colômbia e Atlético Nacional

- 'Avião não tinha combustível suficiente para pouso em aeroporto alternativo', diz governo da Colômbia

- Número de sócios dispara após tragédia. E Chapecoense acha 'merecido' dividir título com Atlético Nacional