NOTÍCIAS

Galvão Bueno sobre narrar jogo da Chapecoense: 'Não penso em outra coisa'

02/12/2016 12:08 -02 | Atualizado 02/12/2016 12:08 -02
Reprodução/TV Globo

O narrador esportivo Galvão Bueno comentou, nesta quinta-feira (1), com um seguidor no Instagram sobre a possibilidade de narrar um jogo da Chapecoense. "Confesso que não penso em outra coisa. Quero muito fazer", afirmou Galvão.

Principal narrador da Rede Globo, Galvão participou intensamente da cobertura da tragédia, que matou 71 pessoas - entre elas boa parte do elenco do time catarinense. Durante participação no programa "Encontro com Fátima Bernardes", ele chegou a dizer que não tinha vontade de narrar mais nenhum jogo de futebol neste ano.

Entre as vítimas do acidente estava Mário Sérgio, ex-jogador e comentarista do SporTV. O comentário de Galvão sobre a possibilidade de narrar algum jogo da Chape foi feito após uma postagem onde o narrador enaltece a homenagem feita a equipe em Medellín, onde o time deveria disputar a final da Copa Sul-Americana, a primeira internacional da equipe do interior catarinense.

''O turbilhão de emoções não para!! A cada instante, vindas de todas as partes do mundo, esportistas, sejam eles atletas ou amantes do esporte, nos emocionam com lindas e marcantes manifestações. A Arena Condá definitivamente se transformou em um 'Templo' da Família Chapecoense!! Mas confesso que não esperava ver o que aconteceu no estádio de Medellín!! Na hora marcada para o jogo, mais de 50 mil colombianos, em sua grande maioria vestidos de branco e com velas nas mãos, prestavam fervorosas homenagens a #Chape!! Davam ao mundo uma gigantesca lição!! Daquelas que só o esporte sabe dar!! Sim,podemos ter amor por nossas cores, por nossos valores, mas é possível e é preciso respeitar o amor e a dor daqueles que são adversários, nunca inimigos!!! #dalhechape #somostodoschape #forcachape".

O turbilhão de emoções não para!! A cada instante, vindas de todas as partes do mundo, esportistas, sejam eles atletas ou amantes do esporte, nos emocionam com lindas e marcantes manifestações. A Arena Condá definitivamente se transformou em um "Templo" da Família Chapecoense!! Mas confesso que não esperava ver o que aconteceu no estádio de Medellín!! Na hora marcada para o jogo, mais de 50 mil colombianos, em sua grande maioria vestidos de branco e com velas nas mãos, prestavam fervorosas homenagens a #Chape!! Davam ao mundo uma gigantesca lição!! Daquelas que só o esporte sabe dar!! Sim,podemos ter amor por nossas cores, por nossos valores, mas é possível e é preciso respeitar o amor e a dor daqueles que são adversários, nunca inimigos!!! #dalhechape #somostodoschape #forcachape #Repost @globoesportecom  Imagens: Fabricio Crepaldi

Um vídeo publicado por Galvão Bueno (@galvaobueno) em

galvao

LEIA MAIS:

- A minha história com Cocada, o roupeiro da Chapecoense

- Repórter da Globo se emociona ao citar morte de colega no ‘Jornal Hoje'

- Nós, a Chapecoense e a vida