NOTÍCIAS

'Eles são ricos porque sabem fazer dinheiro', diz Trump sobre sua equipe de governo

02/12/2016 11:12 -02
William Philpott / Reuters
U.S. President-elect Donald Trump speaks at a rally as part of their "USA Thank You Tour 2016" in Cincinnati, Ohio, December 1, 2016 . REUTERS/William Philpott

Em seu primeiro comício após ser eleito presidente dos Estados Unidos, o magnata Donald Trump se defendeu das acusações de estar formando um governo de bilionários, nomeando apenas pessoas que possuem um alto poder aquisitivo. "Eles são ricos porque sabem fazer dinheiro", disse.

O magnata também voltou a afirmar que construirá um muro na fronteira com o México."Teremos um grande muro na fronteira", disse em evento na noite desta quinta-feira (1º), em Ohio (Cincinatti). Ainda na questão dos imigrantes, o milionário voltou a dizer que irá impedir que pessoas de países com problemas com o terrorismo entrem nos Estados Unidos.

"Não sabemos quem são, de onde eles vêm, o que pensam. Nós os deixaremos fora do nosso país. A violenta atrocidade em Ohio demonstra a ameaça à segurança que foi criada por nossos muitos estúpidos programas sobre refugiados políticos", disse Trump sobre o ataque provocado por um somali em uma universidade da cidade que deixou 11 feridos.

O presidente eleito, no entanto, voltou a pedir a união dos norte-americanos, lembrando que o período eleitoral já passou. "Somos um país dividido, mas não permaneceremos divididos por um longo tempo. Reunificarei o país porque, para vencer, precisamos de todos os norte-americanos, sem distinção de raça, idade, renda, geografia. Agora é tempo de unir-se", afirmou ao discursar.

Secretário de Defesa

Ainda no mesmo evento, Trump disse irá nomear o general da reserva dos fuzileiros navais James Mattis, conhecido como "Cachorro Louco" e famoso por seus argumentos firmes e a experiência em campos de batalha no Iraque e Afeganistão, para liderar o Pentágono.

"Vamos nomear 'Cachorro Louco' Mattis como nosso secretário de Defesa". Ele disse que o anúncio formal será feito na segunda-feira (5).

A escolha de um estrategista militar experiente é mais uma indicação de que Trump, um republicano, busca afastar a política externa dos EUA da política do presidente Barack Obama, um democrata, de depender principalmente aliados na luta contra militantes islâmicos e para ajudar a deter agressões russas e chinesas na Europa e Ásia.

Mattis é conhecido por sua desconfiança com o Irã.

(Com informações da Ansa e da Reuters)

LEIA MAIS:

- Donald Trump diz que presidência dá 'mais trabalho que imaginava'

- Morte de Fidel Castro atrai atenção para políticas de Trump sobre Cuba

- Esperança para Hillary? Estado de Wisconsin vai recontar votos da eleição presidencial dos EUA