NOTÍCIAS

Corrida leva inclusão para as ruas de São Paulo

02/12/2016 11:57 -02 | Atualizado 02/12/2016 11:57 -02

corrida

Correr faz bem para o corpo e para a alma, não há dúvidas.

Melhor ainda quando abre perspectivas de vida, como é a corrida anual de rua do Instituto Olga Kos de Inclusão Cultural (IOK), uma associação sem fins econômicos que desenvolve projetos artísticos e esportivos para atender, prioritariamente, crianças, jovens e adultos com deficiência intelectual.

No próximo domingo (4), Dia Internacional da Pessoa com Deficiência, mais de 18 mil atletas, dentre eles mais de 3 mil com autismo ou síndrome de Down, vão tomar as ruas de São Paulo na segunda edição do evento Inclusão a Toda Prova - Corrida e Caminhada. A largada será dada em frente ao Obelisco do Ibirapuera e prova terá um percurso de 10 km para corrida, e outra de 6,1 km, dedicada tanto para corrida quanto para caminhada.

No instituto, cujo trabalho é reconhecido pelo Vaticano, cerca de 3.500 pessoas com deficiência, autismo e síndrome de Down participam de oficinas de artes e esportes. A entidade também atende pessoas sem deficiência que se encontram em situação de vulnerabilidade social e moram em regiões próximas aos locais onde as oficinas são realizadas.

Veja como foi a corrida do ano passado:

Corrida da inclusão em São Paulo

LEIA MAIS:

- Após filho ser assassinado, ela criou um grupo de corrida para jovens do Capão Redondo

- Cinema de inclusão: 7 filmes com olhar sensível sobre a síndrome de Down

- Terapia Lego: Como crianças com autismo melhoram habilidades sociais brincando