ENTRETENIMENTO

Ellen DeGeneres não segura a emoção ao ser condecorada por Obama

23/11/2016 10:27 BRST | Atualizado 05/02/2017 22:44 BRST

A apresentadora americana Ellen DeGeneres não segurou a emoção ao ser condecorada pelo presidente dos EUA, Barack Obama.

A apresentadora foi homenageada por sua influência no movimento pelos direitos dos gays, e recebeu das mãos do mandatário a mais alta honra que um civil pode ganhar nos EUA: a Medalha Presidencial da Liberdade.

"É fácil esquecer agora, quando já chegamos tão longe, e o casamento igualitário é lei, quanta coragem foi precisa para que Ellen se assumisse publicamente há quase 20 anos e como isso foi importante, não apenas para a comunidade LGBT, mas para todos nós", afirmou Obama sobre Ellen, que disse ainda que sua trajetória "empurrou os EUA na direção da justiça".

Obama também entregou a medalha ao co-fundador da Microsoft, Bill Gates, e à sua esposa, Melinda, por sua atividade filantrópica, e também concedeu a honraria aos ex-jogadores de basquete Michael Jordan e Kareem Abdul-Jabbar e aos atores Tom Hanks, Robert De Niro e Robert Redford.

"É útil, quando você pensa neste conjunto incrível de pessoas, perceber que é isto que nos torna a maior nação da Terra", disse Obama.

A medalha é concedida anualmente àqueles que fizeram contribuições notáveis aos interesses nacionais dos EUA, à segurança, à paz mundial e a empreitadas culturais públicas ou particulares relevantes.

Outros dos contemplados neste ano foram o astro de rock Bruce Springsteen, a cantora de soul Diana Ross, a líder comunitária indígena Elouise Cobell e a cientista de computação de pouso lunar da Nasa Margaret H. Hamilton.

(Com informações da Reuters)

LEIA MAIS:

- Para 80% dos jovens ainda existe muito preconceito contra gays no trabalho, diz pesquisa

- Os EUA já podem ser orgulhar da eleição de sua primeira governadora LGBT

- As músicas que embalam os três anos de amor entre Daniela Mercury e Malu Verçosa