MUNDO

Após eleição de Trump, Michelle Obama é vítima de comentário racista

15/11/2016 17:46 -02 | Atualizado 15/11/2016 17:46 -02
ASSOCIATED PRESS
First lady Michelle Obama speaks as she welcomes community leaders from across the country to celebrate the successes and share best practices to continue the work of the Mayor's Challenge to End Veterans' Homelessness East Room of the White House complex in Washington, Monday, Nov. 14, 2016. (AP Photo/Manuel Balce Ceneta)

Uma publicação em comemoração a vitória de Donald Trump para a Presidência dos Estados Unidos veio com um comentário racista sobre a primeira-dama, Michelle Obama.

"Será revigorante ter uma primeira-dama elegante, bonita e digna na Casa Branca. Estou cansada de ver uma macaca de salto“, comentou no Facebook Pamela Ramsey Taylor, diretora da Clay county Delvelopment Corp., empresa de filantropia voltada a idosos e pessoas pobres.

Após o comentário, a autoridade local da Virgínia Ocidental foi afastada do cargo.

Mas não para por aí.

A prefeita da cidade de Clay, Bervely Whaling, também entrou na polêmica ao responder a publicação.

“Acabei de ganhar o dia, Pam”, afirmou no Facebook, em resposta ao comentário racista citado anteriormente.

De acordo com a Folha de S.Paulo, a prefeita pediu desculpas por escrito pelo ato:

"Eu estava me referindo ao meu dia ter valido a pena pela mudança na Casa Branca! Eu realmente sinto muito por qualquer ofensa que isso possa ter causado! Aqueles que me conhecem sabem que eu não sou de forma alguma racista!”

Formada majoritariamente por brancos (96% da população), Clay foi maioria na eleição de Trump. Cerca de 77% dos eleitores votaram no empresário.

LEIA TAMBÉM:

- 'Se Trump tiver sucesso, o país vai ter sucesso', diz Obama em encontro com Trump

- ASSISTA: Obama e Michelle ARRASARAM dançando Thriller na Casa Branca

- 'Existe alguém mais inspiradora do que Michelle Obama?', questiona Hillary