NOTÍCIAS

Planalto teme que TSE recomende cassação conjunta de Dilma e Temer

10/11/2016 10:56 BRST | Atualizado 10/11/2016 10:56 BRST
Lula Marques / AGPT

Integrantes do governo de Michel Temer temem que o ministro Herman Benjamin recomende a cassação da chapa do peemedebista com a ex-presidente Dilma Rousseff, sem separação de presidente e vice.

A expectativa é que o voto do relator das ações no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) seja divulgado em breve. As informações são do jornal Folha de São Paulo.

A defesa de Temer pediu para que o caso dele seja analisado em separado, mas cabe ao tribunal acatar ou não o pedido. O argumento é que tratam de prestações de contas foram distintas.

As ações contra a chapa foram apresentadas pelo PSDB. O partido argumenta que houve abuso de poder político e econômico nas eleições de 2014 e que a campanha foi financiada com dinheiro desviado da Petrobras.

Cabe ao presidente do TSE, ministro Gilmar Mendes, marcar a data do julgamento, após o relator liberar o processo.

LEIA TAMBÉM

- Mais uma vitória de Temer: PEC do teto passa em comissão do Senado

- Temer diz ter certeza que 'nada muda' entre Brasil e EUA com vitória de Trump

- Temer critica ocupações e ironiza estudantes: 'Você sabe o que é uma PEC?'