NOTÍCIAS

Quem é o homem que tentou 'matar' Trump: 'Eu só estava segurando um cartaz'

06/11/2016 10:11 BRST | Atualizado 06/11/2016 10:11 BRST

O candidato republicano Donald Trump foi retirado às pressas do palco do comício de ontem à noite, em Reno, no estado de Nevada. O Serviço Secreto de Segurança arrastou Trump no meio de seu discurso porque alguém no meio do público teria gritado "arma", segundo a versão do órgão de segurança.

Uma grande confusão começou na platéia e todos os apoiadores de Trump saíram correndo. Um homem foi arrastado por policiais e considerado o suspeito de tentar "matar" Donald Trump.

Só que o homem que causou toda esta confusão era apenas um republicano que queria mostrar sua discordância com a nomeação de Trump como candidato do partido Republicano. Ele foi identificado como Austyn Crites, de 33 anos.

"Eu apenas estava segurando um cartaz que dizia 'Republicanos Contra Trump', disse Crites. "É uma frase que você consegue achar na internet. Eu segurei o cartaz e algumas pessoas que estavam perto de mim começaram a me puxar e me tirar fora dali. Depois, um grupo de homens tentou arrancar o cartaz das minhas mãos", contou.

Crites não tinha nenhuma arma. No fim da noite, o Serviço Secreto divulgou uma nota que confirmava que o homem havia sido liberado sem nenhuma acusação. Os agentes disseram que arrancaram Trump do palco porque Crites estava muito próximo de Trump.

O manifestantes disse que não guarda rancor do Serviço Secreto ou da polícia local, "que estava apenas fazendo o seu trabalho"