NOTÍCIAS

Beyoncé usa frase de Hillary Clinton dita em 1992 e faz discurso feminista em apoio à democrata

05/11/2016 12:38 -02 | Atualizado 05/11/2016 12:38 -02
Brian Snyder / Reuters
U.S. Democratic presidential nominee Hillary Clinton is joined by artist Beyonce at a campaign concert in Cleveland, Ohio, U.S. November 4, 2016. REUTERS/Brian Snyder TPX IMAGES OF THE DAY

A diva Beyoncé e o marido Jay Z marcaram presença em um dos últimos comícios de Hillary Clinton, a candidata do partido Democratas, há três dias das eleições norte-americanas. O casal foi até Cleveland, em Ohio, para apoiar Hillary em uma das campanhas mais acirradas das últimas décadas nos Estados Unidos.

Mas foi com poucas palavras que Beyoncé roubou a cena no evento de ontem à noite. E elas não foram autorais. Elas relembraram uma pequena resposta que Hillary deu a uma pergunta de uma jornalista, em 1992. Na época, a candidata democrata era a primeira-dama do estado de Arkansas e o seu marido, Bill Clinton, então governado do estado, estava concorrendo à presidência da república.

hillary clinton

Em uma coletiva, a jornalista perguntou sobre a carreira profissional de Hillary. Ela respondeu:

"Acho que eu poderia ter ficado em casa, fazendo biscoitos e chás. Mas o que eu decidi fazer foi cumprir minha profissão, o que começou muito antes de meu marido começar sua vida pública"

Na época, a resposta foi considerada uma gafe pela imprensa americana por ser "muito feminista", "muito radical" e "muito independente". Ontem à noite, durante a apresentação da Beyoncé, a frase reapareceu no telão do comício.

"Beyoncé sabia exatamente o que precisava estar no plano de fundo"

Beyoncé e Jay Z aparecem em um momento decisivo da campanha para dizer "estamos com ela", em uma tentativa de incentivar os votos afro-americanos, especificamente em Cleveland.

"A alma é sem cor e eu quero crescer em um mundo onde minha filha não tenha limites", disse Jay Z. "Esse outro cara (Trump), o seu discurso é divisor e não envolve alma para mim. Ele não pode ser o meu presidente. Ele não pode ser o nosso presidente", complementou o rapper.

Beyoncé disse que apoiava Hillary porque "nós precisamos pensar no futuro das nossas filhas, dos nossos filhos e votar em alguém que se importa com eles tanto quanto nós".