NOTÍCIAS

Americana de 102 anos, que nasceu antes do direito ao voto feminino, registra voto em Hillary Clinton

03/11/2016 14:22 -02 | Atualizado 03/11/2016 14:22 -02
Mario Anzuoni / Reuters
Supporter Jerry Emmett holds signs before a campaign rally by Democratic U.S. presidential candidate Hillary Clinton at Carl Hayden Community High School in Phoenix, Arizona March 21, 2016. REUTERS/Mario Anzuoni TPX IMAGES OF THE DAY

Uma americana de 102 anos, nascida antes das mulheres conseguirem o direito de votar nos EUA, registrou seu voto nesta quinta-feira (3), na candidata que ela espere que se torne a primeira mulher a presidir o país: Hillary Clinton.

"Foi a maior emoção da minha vida. Eu só gostaria que minha mãe e meu pai pudessem ver isso tudo", contou Jerry Emmett ao Tucson News Now depois de votar na democrata Hillary Clinton.

Quando criança, Jerry se lembra de ver sua mãe votar pela primeira vez depois da ratificação da 19ª Emenda, em 1920 - o dispositivo constitucional garante o direito das mulheres ao voto - quando ela era apenas uma criança de seis anos.

"Eu consigo lembrar como ela estava orgulhosa dela mesma. E agora olhe para a gente. Nós vamos levar paz a todos no mundo", disse ela, em entrevista ao Huffington Post em julho.

Ex-professora, Jerry é uma entusiasta da candidatura da ex-secretária de Estado. Além de já ter se encontrado com Hillary em eventos de campanha, foi nomeada delegada honorária na Convenção Democrata, na Filadélfia.

LEIA MAIS:

- Nos últimos dias antes da eleição, quais os desafios de Hillary e de Trump?

- Mesmo eleita, Hillary vai continuar sendo alvo de machismo, diz Obama

- Igreja negra é incendiada e pichada com 'Vote Trump' nos EUA