NOTÍCIAS

Vereadores do RJ rejeitam proposta de salário vitalício

01/11/2016 20:47 BRST | Atualizado 01/11/2016 20:47 BRST
Divulgação/ASCOM

O texto do projeto de lei que previa que alguns vereadores do Rio de Janeiro continuassem recebendo salário até o fim da vida, mesmo após o fim do mandato, foi votado nesta terça-feira (1) em sessão extraordinária da Câmara Municipal.

Por unanimidade (40 votos a 0), os vereadores decidiram rejeitar a proposta.

"Demos um exemplo. Matamos esse projeto que causaria prejuízo à Prefeitura do Rio e à cidade", disse o vereador Leonel Brizola Neto (PSOL) em entrevista ao G1.

Até mesmo o autor da proposta, João Cabral (PMDB), não manifestou apoio ao projeto.

Segundo o texto, o valor do salário previsto seria de R$ 15 mil líquidos por mês, similar ao que recebe um secretário da prefeitura. O salário de um vereador no Rio é de R$ 18 mil.

A medida valeria para vereadores que acumulam as funções de servidores públicos e parlamentares, ou que tenham três mandatos seguidos ou quatro intercalados.

Ainda bem que não foi para frente!

LEIA MAIS:

- Assis, no interior de São Paulo, pode se orgulhar de ter eleito um catador de recicláveis como vereador

- Se Câmara de SP fosse uma pessoa, seria homem, branco e milionário

- Este perfil no Twitter selecionou os melhores candidatos para você conhecer nestas eleições