NOTÍCIAS

PSDB vence 7 prefeituras e é maior vencedor das eleições nas capitais brasileiras

30/10/2016 22:52 -02 | Atualizado 30/10/2016 22:52 -02
NELSON ALMEIDA via Getty Images
Brazil's presidential candidate of the Brazilian Social Democratic Party (PSDB) Aecio Neves (L) talks to Sao Paulo state Governor Geraldo Alckmin during a campaign rally in Sao Paulo, Brazil on October 7, 2014. Buoyed by business world favorite Aecio Neves defying the odds and early polls to reach a run-off in Brazil's presidential election, the Sao Paulo stock market soared almost five percent Monday. AFP PHOTO/NELSON ALMEIDA (Photo credit should read NELSON ALMEIDA/AFP/Getty Images)

O partido que mais faturou prefeituras nas capitais brasileiras foi o PSDB. No total, foram oito cidades, incluindo São Paulo (SP), a maior capital, e Porto Alegre (RS), que será administrada pela primeira vez por um tucano.

Presidente do PSDB, o senador Aécio Neves disse neste domingo (30) que uma "onda azul" varreria o País.

"O PSDB será o partido político que governará o maior número de brasileiros. Isso é uma resposta clara da sociedade brasileira ao papel que o PSDB vem desempenhando ao denunciar as irregularidades e irresponsabilidades do governo petista ao liderar uma agenda de reformas para o País."

Aécio conseguiu emplacar seu candidato na capital gaúcha — Nelson Marchezan Jr, eleito com 60,5% dos votos válidos. Entretanto, não fez o prefeito de Belo Horizonte, seu domicílio eleitoral. João Leite (PSDB) foi derrotada por Alexandre Kalil (PHS).

O PSDB também conquistou Teresina (PI), Belém (PA), Manaus (AM), Porto Velho (RO) e Maceió (AL).

O desempenho das legendas nas capitais foi o seguinte:

PSDB: 7

PMDB: 4

PDT: 3

PSB: 2

PSD: 2

PRB: 1

PHS: 1

DEM: 1

PMN: 1

PPS: 1

PT: 1

Rede: 1

PCdoB: 1

Se o PSDB foi o maior vitorioso do pleito municipal, 2018 é uma incógnita para o partido: quem será escolhido para representá-lo na próxima disputa presidencial?

Aécio sai parcialmente derrotado desta eleição, enquanto o governador Geraldo Alckmin ganhou tônus eleitoral com a vitória de João Doria à prefeitura de São Paulo em primeiro turno.

O nome do chanceler José Serra, atualmente no governo de Michel Temer, tampouco está descartado pela cúpula da sigla.

LEIA MAIS:

- Esquerda é a maior derrotada das eleições municipais de 2016

- PSDB sai fortalecido do 1º turno das eleições municipais e já mira campanha presidencial de 2018