MULHERES

'Feminino Singular': Luiza Brunet e Joanna Maranhão estão em documentário sobre violência contra a mulher

28/10/2016 10:49 BRST | Atualizado 28/10/2016 10:49 BRST
Montagem/Instagram

Luiza Brunet e Joanna Maranhão estão em um longa-metragem inédito em prol do fim da violência contra a mulher.

De acordo com a coluna de Sonia Racy, do jornal O Estado de S. Paulo, trata-se de um documentário dirigido por Sandra Werneck (Sonhos Roubados), batizado de Feminino Singular.

O filme apresenta uma série de depoimentos de mulheres que sofreram diferentes tipos de violência, incluindo assédio, estupro e violência doméstica.

“É impressionante o número de casos em todas as classes sociais. Um trauma, uma ferida aberta, que elas levam para o resto de suas vidas”, disse Werneck à coluna.

Nesta semana, a cineasta gravou com Luiza um depoimento de alerta às mulheres. A atriz move atualmente um processo por agressão contra seu ex-companheiro, o empresário Lírio Parisotto.

Joanna Maranhão também gravou sua participação no filme esaa semana. A nadadora foi abusada sexualmente aos 9 anos e hoje coordena uma ONG de apoio a crianças vítimas de abuso sexual.

Feminino Singular ainda não tem previsão de lançamento nos cinemas. É possível acompanhar novidades sobre o filme por meio de sua página no Facebook.

LEIA MAIS:

- Uma mulher de 34 anos vem sofrendo estupros coletivos há 4 anos no Rio. Em silêncio

- Sobrevivente de ataque com ácido, Reshma Qureshi rouba a cena na Semana de Moda de Nova York