NOTÍCIAS

Detentos reconstroem escolas atingidas por tempestade no Distrito Federal

24/10/2016 12:18 BRST | Atualizado 24/10/2016 12:18 BRST
NOVO! DESTAQUE E COMPARTILHE
Destaque o texto para compartilhar no Facebook e no Twitter
Agência Brasília

Detentos do regime semiaberto trabalham na reconstrução de 17 escolas públicas destruídas em Samambaia, cidade do Distrito Federal a cerca de 30 km do Congresso Nacional. As estruturas foram danificadas por chuva e ventania na região na semana passada.

De acordo com o Correio Braziliense, a Subsecretaria do Sistema Penitenciário (Sesipe) alocou 40 presos que trabalham nos locais como pedreiros, auxiliares de pedreiros e carpinteiros.

Os trabalhos são superviosionados e todos retornam para o Centro de Progressão Penitenciária (CPP), onde cumprem pena, às 17h. A cada três dias trabalhados, há redução de um dia de pena.

Um homem de 32 anos morreu e cinco pessoas ficaram feridas com a tempestade na última quarta-feira (19), com ventos de 60km/h.

Foram atingidas 1,28 mil casas na região. A Comunidade Santos Inocentes, um abrigo para mães em situação de vulnerabilidade, foi destruído. As sete moradoras e os filhos foram deslocadas para uma creche.

Do total de residências destruídas, 65% foram reestruturadas, de acordo com o Governo do Distrito Federal. Até sábado (22), foram entregues 2 mil telhas e distribuídas 800 cestas básicas para a população em situação de vulnerabilidade.

LEIA TAMBÉM

- Luciana Severo: Uma confusão no trânsito que virou caso de polícia no Rio de Janeiro

- Em 105 casos de tortura em presídios, NENHUM agente público foi responsabilizado

- Voz dissonante no governo Temer, Flávia Piovesan defende educação para direitos humanos