NOTÍCIAS

Justiça determina Kim Kataguiri retire do ar foto com Ney Matogrosso

11/10/2016 17:01 BRT | Atualizado 11/10/2016 17:01 BRT
reprodução/facebook

A Justiça de São Paulo determinou que o Facebook retire do ar a foto em que Kim Kataguiri, um dos lideres do Movimento Brasil Livre (MBL) aparece ao lado de Ney Matogrosso dizendo que o cantor apoiava o impeachment de Dilma Rousseff.

A foto foi publicada no fim do ano passado com a seguinte legenda: “Depois da manifestação de ontem, encontrei um grande ídolo e defensor do impeachment: Ney Matogrosso”.

O cantor, entretanto, não gostou do post.

“Esse garoto chegou perto de mim numa lanchonete em SP e pediu pra tirar uma foto comigo eu disse sim, foram as únicas palavras trocadas entre nós, não sei quem é, nem me perguntou o que eu achava sobre o assunto, é um imbecil!”, disse o cantor, segundo o Congresso em Foco.

Ney, então, pediu à Justiça a retirada da foto e a exclusão no Google das publicações sugeridas com a combinação de palavras Ney e Kim. A juíza Daniela Dejuste de Paula, da 21ª Vara Cível de São Paulo, concordou com o primeiro pedido, mas considerou censura interferir nas publicações do Google.

“A pessoa pública deve conviver com as consequências de sua exposição na mídia, dentre elas a exposição de sua imagem pessoal. Todavia, os claros excessos, os abusos no exercício da ‘livre manifestação do pensamento’, principalmente os que fazem vinculação da imagem da pessoa a informações falsas, dão supedâneo à reparação civil, nos termos do artigo 5º, inciso X, da Constituição da República, e à tutela inibitória”, alegou a juíza, segundo o Congresso em Foco.

LEIA TAMBÉM:

- Grupo que se dizia apartidário, MBL elege pelo menos 8 políticos no País

- Após propaganda irregular, MBL retira candidatos de seu site

- Jantar com Kim Kataguiri custa R$ 290