NOTÍCIAS

Ao lado do pai, Flavio Bolsonaro é hostilizado ao votar no Rio

02/10/2016 16:33 BRT | Atualizado 02/10/2016 16:33 BRT
Reprodução / Twitter

Acompanhado pelo pai, o deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ), o candidato à prefeitura do Rio de Janeiro pelo PSC, Flavio Bolsonaro, foi hostilizado por alguns eleitores ao votar em uma escola em Vila Isabel, na zona norte.

Do lado de fora da Escola Municipal Barão Homem de Mello, o candidato ouviu gritos de "fascista", "escória" e "fora, Bolsonaro". "Isso é maconha estragada e mortadela rançosa", respondeu Jair Bolsonaro.

Alguns eleitores, por outro lado, cumprimentaram Flavio Bolsonaro e tiraram fotos com o candidato.

Depois de votar, ele evitou falar sobre apoio a outros candidatos no segundo turno, mas descartou uma aliança com legendas de esquerda.

"É precipitado falar de aliança, mas a única certeza que eu tenho é que não vou fazer aliança com a esquerda, que tem um projeto retrógrado, que vai afundar o nosso País caso chegue à prefeitura", disse a jornalistas.

Pesquisa Datafolha divulgada neste sábado (1) confirma a Marcelo Crivella (PRB) como líder isolado, com 32% das intenções de voto. Em segundo lugar aparece, pela primeira vez, Marcelo Freixo (PSOL) com 16%, que cresceu três pontos percentuais desde o início da semana. Flavio Bolsonaro aparece com 8%, em sétimo lugar.

LEIA TAMBÉM

- Confiante, Freixo diz que vai para 2º turno: 'Outra política é necessária'

- Crivella sobre o segundo turno: 'O que vier a gente enfrenta'