NOTÍCIAS

NET liga para 'Dilma Vana' no Palácio do Planalto e causa 'saia justa'

29/09/2016 10:53 BRT | Atualizado 29/09/2016 10:53 BRT
EVARISTO SA via Getty Images
Brazilian President Dilma Rousseff smiles during a meeting with artists and other personalities in defense of democracy at Planalto Palace in Brasilia, on March 31, 2016. The Planalto Palace has promoted several events in support of President Rousseff and against her impeachment process currently at the Congress. AFP PHOTO/EVARISTO SA EVARISTO SA/AFP / AFP / EVARISTO SA (Photo credit should read EVARISTO SA/AFP/Getty Images)

A NET causou uma saia justa no Palácio do Planalto na última terça-feira (27). Uma funcionária da NET ligou para o terceiro andar do Planalto, onde fica o gabinete do presidente, procurando a senhora "Dilma Vana". As informações são da coluna de Lauro Jardim, do O Globo.

"Bom dia. Eu gostaria de falar com a senhora Dilma Vana. É da NET", teria falado a atendente da NET à secretária do gabinete da presidência. "Senhora, a presidente Dilma não trabalha mais aqui. Ela mora em Porto Alegre", respondeu a secretária, do outro lado da linha.

A funcionária do telemarketing insistiu, perguntando em qual telefone ela poderia encontrar Dilma Vana. Diante das negativas da secretária, a funcionária voltou a perguntar onde poderia encontrar sua cliente e recebeu a seguinte resposta, já impaciente:

"Você não entendeu. Você está falando com a Presidência da República. A Dilma Vana que vocês estão procurando é a presidente Dilma Vana Rousseff. Ela não é mais a presidente. O presidente agora é o presidente Michel Temer."

A atendente desligou, mas no mesmo dia, outro funcionário da NET ligou para a secretária, que teve de explicar a situação novamente. Ainda de acordo com Lauro Jardim, outra atendente da NET ligou procurando Dilma e só desligou depois de ter certeza de que estava ligando para o Palácio do Planalto.

Procurada pelo HuffPost Brasil, a assessoria da NET não confirmou se as ligações eram da operadora ou se eram possíveis trotes.

LEIA MAIS:

- Presidente da sessão do impeachment diz que processo é 'tropeço na democracia'

- Temer chama atenção de Moraes e planeja mudanças na comunicação, mas desiste de demissão