NOTÍCIAS

Divórcio é triste, não engraçado

20/09/2016 18:51 -03
Mario Anzuoni / Reuters
Director and cast member Angelina Jolie and her husband and co-star Brad Pitt pose at the premiere of "By the Sea" during the opening night of AFI FEST 2015 in Hollywood, California November 5, 2015. The movie opens in the U.S. on November 13. REUTERS/Mario Anzuoni

Alguma coisa sobre como a internet dissemina informação nos deixou mais malvados ou, pelo menos, fez nossa capacidade de sermos malvados mais óbvia.

Quando eu soube que reportagens nesta terça-feira (20) diziam que Angelina Jolie pediu o divórcio de Brad Pitt, meu primeiro instinto, como o de muitas pessoas na internet, foi o de procurar uma piada na forma de um tuíte - um gracejo que poderia ser curtido e compartilhado.

Eu me sentiria mais constrangido ao assumir isso, se não fosse pelo fato de eu não ter sido o único.

Segundos após a notícia chegar no TMZ, piadas sobre o casal “Brangelina” vieram rapida e furiosamente, com GIFs de Jennifer Aniston cujas conotações acompanham a frase “eu te avisei”. Pessoas praticam suas piadinhas em tempo real, gritadas em caixa alta e brigam para ser o tuíte que vem no topo.

brad pitt angelina jolie family

Família 'Brangelina' com os filhos em Tóquio, em 2008: Maddox, Pax, Zahara, Shiloh, Knox e Vivienne

No entanto, há um modo mais simples de olhar isso tudo: dois adultos com seis filhos acabaram de se separar. E aquelas crianças terão que lidar com a dor que vem com o divórcio por anos.

Eu nunca tive que passar por isso - meus pais continuam juntos -, mas ao conversar com amigos já vivenciaram essa experiência, eu entendo o quão doloroso pode ser o divórcio para filhos de qualquer idade, particularmente crianças pequenas.

O divórcio é triste, não engraçado. Especialmente quando crianças estão envolvidas. Não estou tentando fazer qualquer pessoa se sinta culpada agora pelas suas piadas.

Eu só gostaria de não ter a necessidade de fazê-las também. Isso é tudo que vejo agora via as manchetes sensacionalistas. Sinto muito.

Este artigo foi originalmente publicado pelo HuffPost US e traduzido do inglês.

LEIA MAIS:

- Brad Pitt: 'O que mais importa agora é o bem-estar dos meus filhos'

- Separação de Angelina e Brad deixou muita gente descrente no amor