NOTÍCIAS

Papa Francisco deve visitar vítimas de terremoto na Itália

28/08/2016 13:13 -03
VINCENZO PINTO via Getty Images
Pope Francis looks on as he arrives in St Peter's square at the Vatican for his weekly general audience on August 24, 2016. / AFP / VINCENZO PINTO (Photo credit should read VINCENZO PINTO/AFP/Getty Images)

As equipes de resgate acreditam ter localizado mais corpos na cidade em ruínas de Amatrice, cinco dias depois de um terremoto devastador atingir o centro da Itália, matando pelo menos 290 pessoas.

Os moradores da cidade disseram que até 10 pessoas ainda estão desaparecidas e serviços de emergência disseram que podem ter localizado três cadáveres no Hotel Roma, de Amatrice, que, como grande parte do centro histórico, foi destruído pelo terremoto de quarta-feira.

"Estou certo de que há mais uma pessoa (no hotel), porque ele é meu tio", disse o vice-prefeito, Gianluca Carloni.

"É absolutamente vital terminar o mais rapidamente possível esta fase inicial (de buscas) para se certificar de que não há mais corpos sob os escombros", disse ele.

O Departamento de Proteção Civil reduziu o número oficial de mortos no domingo para 290 ante um dado previamente de 291. Um número de estrangeiros estavam entre os mortos, incluindo 11 romenos, afirmou o Ministério das Relações Exteriores em Bucareste.

Muitos romenos trabalham na Itália e Bucareste disse que 14 dos seus cidadãos ainda estavam desaparecidos.

O papa Francisco conduziu orações para os mortos em seu discurso semanal em Roma, dizendo que queria ir para a zona do terremoto para trazer conforto aos sobreviventes.

"Queridos irmãos e irmãs, assim que for possível, espero vir visitá-los", disse ele.

LEIA MAIS:

- Bombeiro deixa carta emocionante para criança que morreu no terremoto na Itália

- 'Não há palavras para descrever a dor', diz pai que perdeu filho em terremoto