NOTÍCIAS

Após acordo com governo da Colômbia, cessar-fogo definitivo das Farc começa nesta segunda

28/08/2016 18:32 BRT | Atualizado 28/08/2016 18:32 BRT
GUILLERMO LEGARIA via Getty Images
Women and a girl paint a mural alluding to peace on the road leading to Planadas, Tolima department, Colombia on August 26, 2016, where a peasant uprising in 1964 led to the birth of the Revolutionary Armed Forces of Colombia (FARC). The historic ceasefire between Colombia's government and the FARC rebel group will not end the government's commitment to fighting crime, the country's defense minister said Friday. / AFP / GUILLERMO LEGARIA (Photo credit should read GUILLERMO LEGARIA/AFP/Getty Images)

Após 52 anos de conflitos na Colômbia, as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), anunciaram que o cessar-fogo definitivo vai começar na madrugada desta segunda-feira, dia 29 de agosto.

Na semana passada, o governo da Colômbia e a guerrilha assinaram em Havana, Cuba, o histórico acordo definitivo no país. Durante as negociações de paz, que começaram em 2012, as Farc realizaram várias tréguas unilaterais como demonstração de seu compromisso com os diálogos: nas festas de Natal e nas eleições-gerais de 2014, entre 20 de dezembro de 2014 e 23 de maio de 2015; e entre 20 de julho de 2015 até agora.

O governo vinha respondendo a este gesto da guerrilha marxista com a suspensão dos bombardeios aéreos a acampamentos rebeldes, mas mantendo sua função constitucional de combater grupos armados ilegais como as Farc.

Desde 1964, quando as Farc foram criadas, mais de 260 mil pessoas já morreram e 45 mil colombianos desapareceram. Essa é a quarta tentativa de negociar a paz - em outras três, o governo e as Farc não chegaram em um acordo.

Em outubro deste ano, a população colombiana vai às urnas para aprovar o acordo de paz. “Hoje começa o fim do sofrimento, da dor e da tragédia da guerra. A esperança nacional virou realidade. Alcançamos um acordo final para pôr fim ao conflito”, disse o presidente durante seu discurso na TV do país.