NOTÍCIAS

A mãe de Bolt está feliz com as medalhas dele. Mas o que ela quer mesmo são uns netinhos

20/08/2016 14:13 -03 | Atualizado 20/08/2016 14:13 -03
Michael Steele via Getty Images
BEIJING, CHINA - AUGUST 23: Usain Bolt of Jamaica celebrates with mother Jennifer Bolt after winning gold in the Men's 100 metres final during day two of the 15th IAAF World Athletics Championships Beijing 2015 at Beijing National Stadium on August 23, 2015 in Beijing, China. (Photo by Michael Steele/Getty Images)

Usain Bolt pode ser a maior estrela do mundo do atletismo, mas, uma mulher ficaria muito mais feliz se ele ficasse parado tempo o suficiente para achar uma mulher.

“O desafio agora é achar uma mulher para ele. As medalhas cuidam de si mesmas”, diz Jennifer Bolt, mãe da lenda olímpica que hoje à noite vai buscar sua nona medalha de ouro na final do revezamento 4 x 100 m. Bolt já venceu as provas dos 100 m e dos 200 m.

Antes da última prova olímpica da carreira do filho, Jennifer conversou exclusivamente com o The Huffington Post UK, revelando que está mais que pronta para ser sogra e avó.

“Quero que ele sossegue, não quero que ele fique sozinho”, explica ela.

“Não estou tentando apressar, mas ele sabe que estou pronta.”

bolt e a mãe

Bolt comemora a vitória no Campeonato Mundial com a mãe, Jennifer.

As fotos de Bolt transformando sua entrevista coletiva num ensaio de escola de samba cheio de beldades deveriam acalmá-la, mas não dá para culpar uma mãe por se preocupar com seu único filho – especialmente se esse filho tiver tantas tentações.

Usain está “fora do mercado”, segundo ele próprio, e estaria namorando a jamaicana Kasi Bennett, mas, com sua combinação de talento atlético e carisma, sem dúvida deve ter recebido ofertas de mulheres do mundo inteiro.

A mãe do campeão diz tentar fazer o filho não se aproveitar da fama em suas conquistas.

“É tudo questão de respeito. Digo para ele: ‘se você não estiver pensando no longo prazo com essa menina, deixe pra lá’.”

Além dos seus óbvios dons, Bolt parece ter tido a sorte de nascer numa família dedicada. Jennifer e o pai, Wellesley, sempre lhe deram tudo. Como explica a mãe: “Não tenho outros filhos, então ele recebeu todo o amor”.

bolt ganha a prova dos 200 m

Bolt ganha a prova dos 200 m na Olimpíada do Rio

Apesar da adoração evidente, sua mãe segue determinada a garantir que o comportamento do filho não a faça passar vergonha na comunidade de Trelawny, na Jamaica, onde ela nasceu e mora até hoje.

“Sempre tentei ensinar valores para ele. Digo que as pessoas sempre olham para o seu passado, então tudo o que ele faz se reflete na gente.”

“O desafio agora é encontrar uma mulher para ele. As medalhas cuidam de si mesmas”, ri a mãe do velocista.

Jennifer diz que demorou um certo tempo até que ela percebesse o talento especial do filho.

“No jardim-da-infância, ele era competitivo em tudo. Sempre queria estar no começo da fila.”

Hoje em dia, ela já se acostumou a ver o filho em primeiro lugar, embora ainda tenha de controlar os nervos quando ele disputa as principais competições do mundo.

“Fico um pouco nervosa até hoje, mas aprendi a me controlar um pouco melhor. Só gosto de me lembrar que Deus está no comando.”

Se Bolt tem o talento e o cara lá de cima está cuidando do resultado, qual é o crédito que sobra para a mãe?

Ela ri: “criá-lo do jeito certo”.

“O que ensinamos a ele estará sempre lá. Ele cresceu e leva isso para onde quer que vá.”

Este artigo foi originalmente publicado pelo HuffPost UK e traduzido do inglês.

LEIA MAIS:

- Foto do velocista jamaicano Usain Bolt sorrindo em plena prova rende ÓTIMOS memes na internet

- #Rio2016: Usain Bolt vence ouro por 200 metros rasos

- #Rio2016: Usain Bolt vence 3º ouro em prova de 100 m