NOTÍCIAS

Soltou o braço e levou o ouro: Robson Conceição é campeão na Olimpíada

16/08/2016 19:36 BRT | Atualizado 16/08/2016 19:36 BRT
Christian Petersen via Getty Images
RIO DE JANEIRO, BRAZIL - AUGUST 16: Robson Conceicao of Brazil walks out prior to the Men's Light (60kg) Gold Medal bout against Sofiane Oumiha (not pictured) of France on Day 11 of the Rio 2016 Olympic Games at Riocentro - Pavilion 6 on August 16, 2016 in Rio de Janeiro, Brazil. (Photo by Christian Petersen/Getty Images)

Robson Conceição entrou para a luta mais importante de sua vida com uma torcida fanática gritando o seu nome. Nada que tirasse a concentração do jovem baiano, de 27 anos. Ele entrou focado para vencer a disputa contra o francês Sofiane Oumiha, de 21 anos, na categoria peso ligeiro (60kg). Poderia ser a primeira medalha de ouro do boxe brasileiro.

Para chegar até essa noite decisiva, a jornada de Robson não foi fácil. Há quatro anos, ele foi eliminado na primeira rodada. No Rio, a jornada do baiano foi perfeito. Na semifinal, ele encarou nada menos do que o número um da categoria, o cubano Lazaro Alves. E venceu com autoridade.

Na luta de hoje, Conceição soltou o braço desde o começo. Job de direita e esquiva. Essa era a tática do brasileiro. Tudo sonorizado com o grito de "Eu sou brasileiro, com muito orgulho, com muito amor"

robson conceicao

No primeiro round, o brasileiro ganhou por unanimidade por 10 a 9. A torcida gritava cada vez mais.

No segundo round, Robson não diminuiu o ritmo. Continuou atacando o francês, de guarda aberta, sem medo da luta. Em um momento, Oumiha chegou até a cair no chão para a loucura da torcida brasileira. Nada mais justo do que um 10 a 9 e um 2 a 0 no placar.

O último round era só administrar a luta, mas quem disse que Robson é um administrador? Ele lutou até o final, com inteligência e não deixou de encaixar os golpes. Quando o juiz levantou a mão do vencedor, não havia dúvida: Robson Gonçalves era o vencedor, era o primeiro ouro do Brasil no boxe, era o nosso campeão!

"Eu consegui pegar muita experiência nesses últimos quatro anos. Treinei muito e com muita felicidade consegui essa medalha. Quero carro de bombeiros quando chegar em Salvador", comemorou Robson.