NOTÍCIAS

Mayra Aguiar derruba cubana e conquista 2ª medalha do judô feminino na Rio 2016

11/08/2016 16:38 -03
Charles Platiau / Reuters
Mayra Aguiar of Brazil reacts after defeating Kayla Harrison of the U.S. in their women's under 78kg gold medal fight at the Paris International Grand Slam judo tournament, France, February 7, 2016. REUTERS/Charles Platiau

Mayra Aguiar conquistou três vitórias consecutivas nesta quinta-feira (11) até chegar às quartas de final da judô na categoria até 78kg, na Rio 2016.

A primeira ocorreu pela manhã, e fez atleta entrar para a história da Olimpíada.

Com um wazari na australiana Miranda Giambelli, logo no início da luta, Mayra conseguiu o triunfo mais rápido de uma atleta brasileira no judô até agora.

O combate durou apenas 39 segundos.

Na segunda luta, já nas quartas de final, a judoca de 25 anos derrotou a alemã Luise Malzahn, número 5 do ranking mundial. A luta de poucos ataques foi encerrada após Luise sofrer uma punição no terceiro minuto do combate.

A busca pelo ouro foi interrompida na semifinal, quando Mayra foi derrotada pela francesa Audrey Tcheuméo, número 2 do mundo.

Na luta pelo bronze, a judoca brasileira aniquilou Yalennis Castillo, de Cuba - e conquistou sua segunda medalha olímpico.

Nada sossegada

Nascida em Porto Alegre, Mayra Aguiar foi campeã mundial em 2014 e medalha de bronze na Olimpíada de Londres 2012. Ela chegou à Rio 2016 como uma das grandes favoritas ao ouro na categoria que integra.

Mas não pense que favoritismo significa tranquilidade.

Questionada pelo jornal Zero Hora se estava sossegada para entrar no tatame no começo do dia, a judoca respondeu:

"Sossegado antes de Olimpíada nenhum atleta fica. A ansiedade bate, o nervosismo bate, é do ser-humano. Mas os adversários também estão assim."