NOTÍCIAS

Disseram para Joanna Maranhão parar de nadar e...

08/08/2016 18:18 -03 | Atualizado 08/08/2016 18:18 -03
Buda Mendes via Getty Images
RIO DE JANEIRO, BRAZIL - APRIL 17: Joanna Maranhao of Brazil swims the Women's 200m Medley final during the Maria Lenk Trophy competition at the Aquece Rio Test Event for the Rio 2016 Olympics at the Olympic Park on April 17, 2016 in Rio de Janeiro, Brazil. (Photo by Buda Mendes/Getty Images)

Apesar de fora da semifinal dos 200 metros medley na Rio 2016, a nadadora Joanna Maranhão, 29 anos, deixou o recado de que o que importa é como a gente se sente e que é este sentimento que vai ajudá-la a decidir a hora de se aposentar.

"Sinceramente me sinto muito jovem. Eu fechei o 400m medley melhor que uma menina dez anos mais jovem. Não estou com um corpo e uma cabeça de uma pessoa de 29 anos. E enquanto eu quiser nadar e acreditar que posso nadar, vou continuar vindo forte, brigando por uma semifinal, pelo meu melhor. Quem decide a hora de parar sou eu. (…)

Ainda sou boa, rápida, e acredito que posso ir mais rápido e melhor ainda. Enquanto acreditar nisso, vou estar aí brigando”, disse em entrevista à ESPN.

A atleta fez uma análise da prova e considerou que errou na parte final. Ela foi eliminada por apenas cinco centésimos. A última classificada, Vitoriai Andreeva, fez 2:13.01 e ela, 2:13.06.

"Quem está na situação que estou, do 16º ao 24º, não pode errar de manhã, não tem margem de erro. Esses cinco centésimos foi um erro, causou com que eu não passasse para as semifinais. Mas eu queria muito, lutei o tempo inteiro, e por lutar tanto que meu crawl não foi muito eficiente, quis sair rodando muito o braço.”

Na terça-feira (9), Joanna volta as piscinas para disputa dos 200 metros borboleta.

LEIA TAMBÉM:

- 1º OURO do Brasil é de uma mulher: Rafaela Silva vence no judô!

- Adiós, hermanas! Ágatha e Bárbara PASSEIAM e seguem na trilha para o ouro

- #ElasnaRio2016: Flavinha tem uma estratégia: a alegria! Conheça a ginasta em ascensão