NOTÍCIAS

À Time, Dilma diz que impeachment é misógino: 'Fui pintada como fria, insensível e histérica'

30/07/2016 12:29 -03

dilma rousseff

Entrevistada pela revista Time desta semana, a presidente afastada Dilma Rousseff disse que o processo de impeachment que pode afastá-la definitivamente da Presidência é misógino. Para ela, houve uma tentativa de pintá-la como "como uma pessoa fria, dura e insensível", ao mesmo tempo que diziam que ela era "histérica".

"Misógino, de fato. O fato de uma mulher ter se tornado a primeira presidente da República dá origem a uma avaliação de mulheres que é muito comum, muito estereotipada. Por um lado, as mulheres são histéricas e, quando elas não são histéricas, são insensíveis, frias e sem coração. Eu fui pintada como uma pessoa fria, dura e insensível em um lado. E, por outro lado, fui pintada como uma pessoa histérica", disse a presidente afastada.

Dilma afirmou ter forças para se livrar da condenação no Senado e de tem a convicção de que conseguirá voltar ao cargo. A presidente afastada voltou a classificar o momento político do País como um golpe parlamentar.

"Estou sendo julgada por um não-crime. O que está acontecendo (no Brasil) não é um golpe militar, mas é um golpe parlamentar. É um golpe de um processo que está afetando as instituições, corroendo-as por dentro, contaminando-as. Então, eu acredito que essa luta requer uma arma. Nós vivemos em uma democracia e respeitamos a democracia. A arma nesta luta é o debate, explicação e diálogo", afirmou a presidente afastada.

LEIA TAMBÉM:

- De 'protagonista' a 'espectadora', Dilma diz NÃO ao convite para a Olimpíada

- Fora Temer e fora Dilma: Maioria dos brasileiros quer novas eleições, diz pesquisa

- Ombudsman diz que Folha 'errou e persistiu no erro' ao ocultar dados de pesquisa