COMPORTAMENTO

Bárbara Paz presta homenagem a Hector Babenco, morto há uma semana

21/07/2016 17:47 BRT | Atualizado 21/07/2016 17:47 BRT
Reprodução/Instagram

[...]

que território estranho este de viver a pensar

como fazê-lo objeto presença para dividi-los com você o outro quem eu quero, quem sou

que arrogância mais forte querer perpetuar

este verso que flutua

Hector.

Bárbara Paz emocionou seus seguidores com a homenagem ao falecido companheiro, o cineasta Hector Babenco.

A atriz publicou em seu Instagram uma foto dos dois juntos com um poema de Hector como legenda. O texto, profundo e reflexivo, versa sobre a efemeridade do ser e a fluidez da vida - bem simbólico para o momento que ela enfrenta.


O cineasta morreu há uma semana, vítima de uma parada cardiorrespiratória. Eles estavam juntos há 6 anos, entre idas e vindas no relacionamento.

Em entrevista ao Ego, Bárbara comentou sobre o luto e o retorno aos palcos:

"Muito difícil. Hector ficaria muito triste se eu não voltasse para o palco, lugar que ele mais gostava. Hoje vou precisar subir ao palco e não estou sabendo como... Que os Deuses e ele me abençoem. Minha casa sempre foi o teatro. Vou precisar tirar forças e encarar."

Argentino nascido em Mar del Plata, Babenco viveu no Brasil desde os 19 anos, e se naturalizou brasileiro aos 31. Babenco foi indicado ao Oscar de melhor diretor pela obra O Beijo da Mulher Aranha (1985). Três de seus filmes também disputaram a Palma de Ouro em Cannes.

Outros de seus filmes mais conhecidos são Pixote: A lei do mais fraco (1981) e Meu amigo hindu, seu último filme, lançado em 2016, que tem William Dafoe como protagonista e Maria Fernanda Cândido no elenco.

Ser profundamente amado por alguém nos dá força; amar alguém profundamente nos dá coragem. Lao-Tsé

A photo posted by Bárbara Paz (@barbararaquelpaz) on

LEIA MAIS:

- Diretor de cinema Hector Babenco morre aos 70 anos

- Willem Dafoe é o melhor de 'Meu Amigo Hindu'