NOTÍCIAS

Haddad quer pagar paulistano que trocar carro ou ônibus por bicicleta

18/07/2016 10:37 BRT | Atualizado 18/07/2016 10:37 BRT
NELSON ALMEIDA via Getty Images
Taxi drivers demonstrate outside the municipality in Sao Paulo downtown, against the decision of the mayor Fernando Haddad to allow the use of UBER application in the cityon, on October 8 2015 . AFP PHOTO / Nelson ALMEIDA (Photo credit should read NELSON ALMEIDA/AFP/Getty Images)

Para incentivar o uso de bicicletas nas ruas de São Paulo, o prefeito Fernando Haddad está planejando criar um sistema de recompensas que poderá substituir o bilhete único. O chamado bilhete mobilidade prevê créditos em dinheiro ou descontos em outros serviços de transporte ou em estabelecimentos, calculados de acordo com o trajeto e horário percorridos por ciclistas.

De acordo com o jornal O Estado de S. Paulo, a ideia é estimular os paulistanos a trocarem carros e ônibus por bicicletas em percursos cotidianos, e assim, acumularem crédito que podem ser convertidos em descontos em ônibus, táxis e Uber ou utilizados em estabelecimentos credenciados, como uma espécie de programa de milhagem. O projeto também prevê o resgate em dinheiro, como já acontece com a Nota Fiscal Paulista.

O projeto original foi proposto pelo vereador José Police Neto (PSD) e já foi aprovado pela prefeitura. A Câmara Municipal deve votar até o final do ano, com previsão de adoção do bilhete já em 2017.

Segundo Neto, a verba para a recompensa aos ciclistas viria do montante repassado às empresas de ônibus, que são cerca de R$ 2 bilhões por ano. "Temos que mudar essa lógica e usar melhor esse dinheiro. Ao incentivar o uso da bicicleta, tiram-se carros das ruas e passageiros dos ônibus superlotados", disse o vereador ao Estadão.

LEIA MAIS:

- Bicicleta: Veja como é uma manhã comum em Amsterdã (VÍDEO)

- Ilustração mostra a parcela de espaço público que dedicamos aos carros