NOTÍCIAS

Diretor de cinema Hector Babenco morre aos 70 anos

14/07/2016 09:17 -03
TIZIANA FABI via Getty Images
Director Hector Babenco poses during the photocall of the movie 'Words with Gods' presented out of competition at the 71st Venice Film Festival on August 30, 2014 at Venice Lido. AFP PHOTO / TIZIANA FABI (Photo credit should read TIZIANA FABI/AFP/Getty Images)

O diretor Hector Babenco morreu na noite desta quarta-feira (13). De acordo com informações publicadas pela Folha de S.Paulo, o cineasta sofreu uma parada cardíaca em sua casa.

Argentino nascido em Mar del Plata, Babenco viveu no Brasil desde os 19 anos, e se naturalizou brasileiro aos 31. Babenco foi indicado ao Oscar de melhor diretor pela obra O Beijo da Mulher Aranha (1985). Três de seus filmes também disputaram a Palma de Ouro em Cannes.

Outros de seus filmes mais conhecidos são Pixote: A lei do mais fraco (1981) e Meu amigo hindu, seu último filme, lançado em 2016, que tem William Dafoe como protagonista e Maria Fernanda Cândido no elenco.

Também é obra de Babenco o longa Carandiru (2003), que narra o cotidiano e um massacre em um dos presídios mais famosos e icônicos do país, na zona Norte de São Paulo.

Babenco foi casado durante cinco anos com a atriz Barbára Paz. De acordo com Denise Winther, assessora de Babenco, a atriz não vai se manifestar sobre a morte do cineasta. "Bárbara não está em condições de falar com ninguém", disse Winther ao Ego.

De acordo com o Ego, Babenco será velado na sexta-feira (15), na Cinemateca, em São Paulo, das 10h às 15h. Depois seu corpo será levado a Itapecerica da Serra e vai ser cremado no Horto da Paz.