NOTÍCIAS

Infância perdida: Quase 96 mil crianças desacompanhadas procuraram asilo na UE em 2015

08/07/2016 11:46 -03 | Atualizado 08/07/2016 11:46 -03
LUIS ACOSTA via Getty Images
TOPSHOT - Childs displaced by the violence rest at their home during a visit of UN High Commissioner for Refugees, Italian Filippo Grand at to Altos de la Florida neighborhood in Soacha, Cundinamarca department, Colombia on July 2, 2016. Grandi will visit internally displaced communities on his first trip to Colombia since taking office. / AFP / Luis Acosta (Photo credit should read LUIS ACOSTA/AFP/Getty Images)

Cerca de 96 mil crianças refugiadas e imigrantes que viajaram para a Europa sozinhas em 2015 pediram asilo na União Europeia, quase quatro vezes mais do que no ano anterior, informou uma agência da UE nesta sexta-feira (8).

Mais da metade dos menores desacompanhados era afegã, seguidos por sírios e eritreus, disse o Escritório Europeu de Apoio ao Asilo (Easo, na sigla em inglês) em seu relatório anual para 2015.

Mais de 1 milhão de pessoas em fuga de guerras e conflitos no Oriente Médio, na África e na Ásia chegaram ao bloco no ano passado durante a maior crise imigratória do continente desde a Segunda Guerra Mundial.

Mais de 1,4 milhão de pessoas, sírias e afegãs em sua maioria, procuraram proteção internacional na UE em 2015, disse a Easo, um aumento de 110% em comparação com 2014 e a maior cifra desde que a união começou a coletar dados em 2008.

Um de cada três postulantes a asilo apresentou seu pedido na Alemanha, segundo o relatório.

O número de sírios que se candidataram aumentou três vezes e chegou a 380 mil. Quase 200 mil afegãos fizeram o mesmo, mais de quatro vezes a quantidade de pedidos feitos em 2014.