NOTÍCIAS

Obama, Hillary e Trump lamentam tragédia na boate gay

12/06/2016 13:19 BRT | Atualizado 12/06/2016 13:19 BRT
Steve Nesius / Reuters
Friends and family members embrace outside the Orlando Police Headquarters during the investigation of a shooting at the Pulse night club, where as many as 20 people have been injured after a gunman opened fire, in Orlando, Florida, U.S June 12, 2016. REUTERS/Steve Nesius TPX IMAGES OF THE DAY

O atentado que matou pelo menos 50 pessoas em uma boate gay, nos EUA, na madrugada deste domingo (12), deixou o país em choque.

O presidente Barack Obama foi informado pela manhã e se pronunciou por meio de um comunicado da Casa Branca:

"O presidente foi informado pela manhã por Lisa Monaco, assistente do presidente para segurança nacional e contraterrorismo, sobre o trágico tiroteio em Orlando, na Flórida. Nossos pensamentos e orações estão com as famílias e com os entes queridos das vítimas. O presidente pediu atualizações constantes enquanto o FBI, ao lado de outras agências federais, trabalham com a polícia de Orlando para conseguir mais informações, e indicou que o governo federal contribua com toda a ajuda necessária para continuar com a investigação e dar suporte à comunidade."

A candidata democrata Hillary Clinton manifestou sua solidariedade no Twitter, em inglês e em espanhol. A noite em que o atentado ocorreu na boate Pulse era dedicada aos latinos:

"Acordei com as notícias devastadoras da Flórida. Enquanto aguardamos mais informações, meus pensamentos estão com aqueles que foram afetados por este ato terrível."

O candidato republicano Donald Trump pegou carona na comoção gerada pela tragédia e também postou em seu Twitter::

"Incidente horrível na Flórida. Rezando por todas as vítimas e suas famílias. Quando isso vai parar? Quando nos tornaremos fortes, inteligentes e vigilantes?"

O prefeito de Orlando, Buddy Dyer, elogiou a comunidade de Orlando e a rápida resposta da polícia e dos serviços de emergência durante a tragédia:

"Nossa comunidade viveu um crime horrível hoje. Nossos corações e orações estão com as vítimas e seus familiares."

LEIA MAIS:

- Homem abre fogo em boate gay nos EUA e mata dezenas de pessoas

- Eu queria ser o casal apaixonado do metrô (mas não posso)