NOTÍCIAS

Vai, STF! Supremo decide se abre 2ª investigação contra Eduardo Cunha

10/06/2016 14:09 -03 | Atualizado 10/06/2016 14:09 -03
EVARISTO SA via Getty Images
The president of the Brazilian Chamber of Deputies, Eduardo Cunha gestures during a meeting with party leaders at the National Congress in Brasilia on February 16, 2016. The Federal Supreme Court requested today the removal of Cunha as president of the Deputies Chamber. AFP PHOTO/EVARISTO SA / AFP / EVARISTO SA (Photo credit should read EVARISTO SA/AFP/Getty Images)

O ministro Teori Zavascki liberou a segunda denúncia contra o presidente afastado da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). O pedido de investigação foi feito pelo procurador-Geral da República, Rodrigo Janot, e foi baseado nas informações sobre as contas na Suíça.

A expectativa é que o pleno da Casa julgue o caso no próximo dia 23. Ele é acusado por Janot de corrupção, evasão de divisas e lavagem de dinheiro.

Cunha já é réu em uma ação que investiga o recebimento ilegal de US$ 5 milhões do consultor Julio Camargo.

Segundo Janot, a propina é parte do contrato, feito sem licitação, para instalação de dois navios-sonda do estaleiro Samsung Heavy Industries em 2006 e 2007.

Na terça-feira, o Conselho de Ética da Câmara vota o parecer que pede a cassação do mandato do parlamentar por ter mentido ao dizer na CPI da Petrobras que não tem contas no exterior. A Procuradoria-Geral da República lista pelo menos cinco contas que são atribuídas ao peemedebista.

LEIA TAMBÉM:

- Cadê Tia Eron? Sem ela, votação da cassação de Cunha é adiada

- Tia Eron: Voto decisivo sobre destino de Cunha é de admiradora do deputado

- Esta deputada pode dizer para Cunha o que todo mundo gostaria: 'Tchau, querido!'