NOTÍCIAS

Janot pede ao Supremo prisão de Eduardo Cunha, diz TV Globo

07/06/2016 09:07 -03 | Atualizado 07/06/2016 09:07 -03

eduardo cunha

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, pediu ao Supremo Tribunal Federal (STF) a prisão do deputado afastado e presidente suspenso da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), segundo informação da TV Globo nesta terça-feira.

A notícia sobre o pedido de prisão de Cunha surge no mesmo dia em que o jornal o Globo disse que Janot pediu as prisões do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), do ex-presidente da República José Sarney (PMDB-AP) e do senador Romero Jucá (PMDB-RR) sob a acusação de terem tentado obstruir a operação Lava Jato.

Cunha foi afastado do mandato parlamentar pelo STF no início de maio a pedido da Procuradoria-Geral da República (PGR), sob a acusação de que estaria utilizando seu cargo em benefício próprio. Segundo a TV Globo, o pedido de prisão alega que o afastamento não foi suficiente para impedir as articulações políticas de Cunha.

Defesa

Aliado de Cunha, o deputado Carlos Marun (PMDB-MS) não vê motivos para a prisão ou para a cassação do peemedebista. "Não existe nenhuma gravação de Eduardo Cunha tentando obstruir a Lava Jato de forma alguma", disse.

Ele sustenta que o presidente afastado da Câmara deveria ter uma pena mais leve no Conselho de Ética. "Uma eventual cassação de Cunha deve acontecer alicerçada em provas que só podem ser apresentadas no Supremo Tribunal Federal", completou.

Ele foi o primeiro a chegar para a sessão do Conselho, que vota hoje o relatório do deputado Marcos Rogério (DEM-RO).