POLÍTICA

Movimentos sociais ocupam escritório da Presidência em SP

01/06/2016 18:17 BRT | Atualizado 01/06/2016 18:17 BRT
reprodução/facebook

Movimentos sociais, liderados pelo Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) ocuparam o escritório geral da presidência da república em São Paulo.

Em vídeo, um dos líderes da ocupação, Guilherme Boulos explica que o ato é uma manifestação contra cortes de verbas em programas sociais, como o Minha Casa Minha Vida, e também como uma resposta à repressão que os ocupantes sofreram enquanto estavam acampados em frente a casa do presidente em exercício Michel Temer.

"Não é com porrada e nem com polícia que ele vai fazer o povo recuar."

O coordenador do MTST estima em 8 mil o número de manifestantes que tomaram o prédio na Avenida Paulista. Ele afirmou que o grupo não deixará o prédio até que o governo retome o programa de moradia.

O ministro das Cidades, Bruno Araújo, revogou a habilitação de entidades escolhidas pela presidente afastada Dilma Rousseff para construir unidades do programa Minha Casa, Minha Vida. A portaria autorizava a contratação de 11.250 moradias da modalidade Entidades do MCMV.

Foi uma "medida de cautela", afirmou em nota o Ministério das Cidades.

LEIA MAIS:

- Governo estuda programa habitacional para quem não está no Minha Casa Minha Vida

- Governo Temer suspende todas as novas contratações do Minha Casa Minha Vida

- Ministério revoga portaria de Dilma de contratação de 11.250 moradias do MCMV