NOTÍCIAS

Áudio mostra que Lula vê Dilma como "seu mais grave erro"

28/05/2016 18:15 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:32 -02
Ueslei Marcelino / Reuters
Brazil's former President Luiz Inacio Lula da Silva listens as suspended President Dilma Rousseff addresses supporters, after the Brazilian Senate voted to impeach her for breaking budget laws, at Planalto Palace in Brasilia, Brazil, May 12, 2016. REUTERS/Ueslei Marcelino

A cada dia, novos áudios gravados pelo ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado vêm à tona. Em mais um trecho que se tornou público neste sábado, o ex-senador José Sarney (PMDB-AP) disse que o ex-presidente Lula considera a escolha de Dilma Rousseff como sua sucessora como seu "mais grave erro".

As conversas foram divulgadas pelo Jornal Hoje, da Globo. O nome de Lula não é citado na conversa, mas para os investigadores ficou claro que o diálogo era sobre ele.

Machado cita Dilma na conversa com Sarney: "Agora tudo por omissão da dona Dilma", fazendo referência à Lava Jato, que atingiu todo o meio político brasileiro.

Logo em seguida, Sarney respondeu: "Ele chorando. O que eu ia contar era isso. Ele me disse que o único arrependimento que ele tem é ter eleito Dilma. Único erro que ele cometeu. Foi o mais grave de todos".

Em nota, o Instituto Lula disse que é "simplesmente nojenta a divulgação de conversas armadas com a clara intenção de comprometer o ex-presidente Lula em ilícitos dos quais ele não participou."

Também afirmou que "o vazamento ilegal dessas gravações é mais uma evidência de que, depois de investigar por mais de dois anos, o Ministério Público Federal não encontrou sequer um fiapo de prova contra Lula".

A defesa de José Sarney disse que não vai comentar os áudios enquanto não tiver acesso aos documentos.

LEIA MAIS:

- Principais movimentos feministas do País vão lutar contra os retrocessos do governo de Temer

- PMDB, PSDB, DEM e Solidariedade financiaram movimento pró-impeachment, diz site