MULHERES

Após críticas de ausência feminina no governo, Temer escolhe mulher para chefiar BNDES

16/05/2016 18:27 -03 | Atualizado 27/01/2017 00:31 -02
Reprodução/YouTube

Após críticas da ausência de mulheres no primeiro escalão, o presidente em exercício, Michel-Temer, escolheu para o comando do BNDES a economista Maria Sílvia Marques.

Maria Silvia já foi diretora do banco e ocupou a presidência da Companhia Siderúrgica Nacional (CSN), onde ficou conhecida como “dama de aço”.

Antes ela comandou a secretaria de Finanças da Prefeitura do Rio de Janeiro, onde ganhou a alcunha de "a mulher de 1 bilhão de dólares", referência ao valor do caixa do município deixado após sua saída.

Em entrevista exibida no Fantástico no domingo, Temer já havia afirmando que escolheria mulheres para postos-chave em sua administração. Ele chegou a citar a esposa, Marcela Temer, como encarregada da área social, caso o Congresso decida pelo afastamento definitivo da presidente Dilma Rousseff.

LEIA TAMBÉM

- Advogado de Eduardo Cunha ganha vaga em ministério de Temer

- Cuba faz campanha contra 'golpe' no Brasil para ONU e órgãos internacionais