VIRAL
12/05/2016 17:30 -03 | Atualizado 27/01/2017 00:31 -02

Agora ministro das Relações Exteriores, Serra achava que País se chamava Estados Unidos do Brasil (VÍDEO)

AFP via Getty Images
Jose Serra, the mayoral candidate of the Brazilian Social Democracy Party (PSDB), poses after casting his vote for a runoff election at a polling station in Sao Paulo, Brazil, on October 28, 2012. AFP PHOTO/Yasuyoshi CHIBA (Photo credit should read YASUYOSHI CHIBA/AFP/Getty Images)

Bastou o senador José Serra ser nomeado como ministro das Relações Exteriores do novo governo Temer para a internet reviver um clássico do peessedebista: quando ele confundiu a República Federativa do Brasil com Estados Unidos do Brasil.

Em uma entrevista de março de 2012 com Boris Casoy, Serra disse que o País se chamava Estados Unidos do Brasil e ainda ficou surpreso quando o jornalista o corrigiu: "Mudou?"

"(...) O Brasil chama 'Estados Unidos do Brasil' e os Estados Unidos chama 'Estados Unidos da América'", falava o político quando foi interrompido por Boris Casoy: "Não, o Brasil não se chama Estados Unidos do Brasil". Então, Serra perguntou: "Mudou?". Boris continuou dizendo que, na verdade, o País se chama República Federativa do Brasil e Serra ainda tentou consertar: "É parecido."

O vídeo já tem mais de 153 mil visualizações e voltou a viralizar nas redes sociais nesta quinta-feira (12).

A nomeação de Serra para o Itamaraty também foi criticada por sua opinião sobre o Mercosul. Em alguns de seus discursos no plenário do Senador, o senador por São Paulo desqualificou a participação do Brasil na rede de comércio exterior, dizendo que não passa de um "delírio megalomaníaco".

"O Mercosul foi um delírio megalomaníaco, e olha que atravessou vários governos, que pretendeu promover uma união alfandegária entre Argentina, Brasil, Uruguai e Paraguai. Sabe o que é uma união alfandegária? É uma renúncia à soberania da política comercial”, disse ele em 4 de março de 2015.

De acordo com o portal da Câmara dos Deputados, a mudança no nome do país ocorreu em 1968, na chamada Quinta República, em pleno regime militar.

O nome oficial passou de "Estados Unidos do Brasil" para "República Federativa do Brasil", conforme aa Lei nº 5.389, de 22 de fevereiro de 1968 e do Parecer nº H-733, de 14 de setembro de 1968, da Consultoria Geral da República.

LEIA MAIS:

- Cotado para o Itamaraty, José Serra considera Mercosul um ‘delírio megalomaníaco'

- Alexandre de Moraes, o ministro da Justiça de Temer, tem no currículo ataques a estudantes e movimentos sociais