NOTÍCIAS

MBL dá as mãos a evangélicos e ruralistas por Brasil mais liberal, diz jornal

02/05/2016 10:48 -03 | Atualizado 27/01/2017 00:31 -02

kim kataguiri

O Movimento Brasil Livre (MBL), aquele capitaneado por Kim Kataguiri, encontrou na Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) seu principal aliado pelo impeachment da presidente Dilma Rousseff. É o que conta matéria desta segunda-feira do jornal Folha de S. Paulo.

Ao lado da CNA, naturalmente se alinham os deputados ruralistas e uma porção da bancada evangélica. Conta o jornal que uma reunião que junte os aliados ocorre nesta terça-feira.

Junto aos aliados, o MBL pretende seguir na estratégia de influenciar deputados em votações que considera relevante, em defesa da redução do Estado nas ações fundamentais da economia, na flexibilização das leis trabalhistas, das pautas conservadoras e do ajuste fiscal.

"Existe uma agenda que tem de ser adotada para o Brasil sair da crise e a gente vai ter quer ser muito rígido", contou ao jornal Renan Santos, um dos líderes do movimento.

Temer, segundo eles, parece comprometido com essa agenda mais liberal. Mas a ideia é continuar fazendo pressão.

LEIA TAMBÉM:

- ASSISTA: Vice-líder do governo ataca Skaf por campanha pró-impeachment da Fiesp

- ASSISTA: O dia em que até o líder do Revoltados Online foi chamado de 'comunista'

- Olha o caveirão! Após 40 horas, PM retira à força manifestantes da Av. Paulista

- A 'mortadela' dos atos #ForaDilma é filé mignon pago pela Fiesp