NOTÍCIAS
22/04/2016 11:09 -03 | Atualizado 27/01/2017 00:31 -02

'Nosso povo saberá impedir qualquer retrocesso', diz Dilma na ONU sobre crise política

REUTERS

Durante discurso na Organização das Nações Unidas (ONU), proferido nesta sexta-feira (22), a presidente Dilma Rousseff afirmou que o povo brasileiro saberá impedir qualquer retrocesso, fazendo referência à crise política vivida pelo Brasil.

"Nosso povo é um povo trabalhador e com grande apreço pela liberdade. Saberá, não tenho dúvidas, impedir qualquer retrocesso."

A mandatária foi a Nova York participar da cerimônia de assinatura do Acordo de Paris. Apesar de seu discurso inteiro ter sido focado nas mudanças climáticas e na importância e nos desafios de combatê-la, Dilma se referiu, sutilmente, ao momento político do Brasil em suas palavras finais.

"Não posso terminar minhas palavras sem mencionar o grave momento que vive o Brasil. A despeito disso, digo que o Brasil é um grande País, com uma sociedade que soube vencer o autoritarismo e construir uma pujante democracia", afirmou Dilma, que ainda agradeceu aos líderes mundiais que expressaram sua solidariedade.

A decisão de ir aos Estados Unidos só foi tomada na última terça-feira à noite. Até então, a petista cogitava cancelar a viagem para evitar que seu vice, Michel Temer, assumisse seu cargo interinamente.

Assessores da presidente, no entanto, insistiram que na ida aos Estados Unidos e desde ontem, quando Dilma embarcou, Temer assume como presidente em exercício. A mandatária retorna ao Brasil neste sábado (23).

Durante sua chegada a NY, Dilma foi recebida por manifestantes contrários ao processo de impeachment, que entregaram flores à líder. No entanto, de acordo com a GloboNews, o clima é de divisão: Manhattan foi palco também para protestos de manifestantes contrários ao governo de Dilma.