NOTÍCIAS

Ciclovia inaugurada em janeiro desaba e deixa mortos no Rio de Janeiro

21/04/2016 12:54 -03 | Atualizado 27/01/2017 00:31 -02

Um trecho de mais de 50 metros ciclovia Tim Maia, em São Conrado, no Rio de Janeiro, desabou na manhã desta quinta-feira (21) após ser atingida por uma forte onda durante ressaca do mar.

Segundo testemunhas, cinco pessoas trafegavam na pista, que é suspensa e junto ao mar, no momento do acidente.

Os corpos de dois homens foram resgatados na praia de São Conrado. Um deles foi identificado como Eduardo Marinho Albuquerque, de 54 anos. Os bombeiros fazem buscas por uma terceira vítima.

O prefeito do Rio, Eduardo Paes, está em Atenas, na Grécia, onde participaria de cerimônia olímpica. Por meio de nota, ele classificou o episódio como "imperdoável", e disse que está voltando ao Rio de Janeiro para apurar as investigações.

Ao G1, o secretário de governo Pedro Paulo Carvalho afirmou que os engenheiros da empresa responsável pela construção da ciclovia, Concremat, e da Secretaria Municipal de Obras estão sendo convocados para apurar as causas do acidente. "No momento é claro que há a suspeição se a ciclovia é segura ou não", afirmou.

cicloviatimmaia

A ciclovia custou R$ 44 milhões, tem 3,9 quilômetros, 2,5 metros de largura, vai do Leblon a São Conrado e foi inaugurada pelo prefeito Eduardo Paes (PMDB-RJ) no dia 17 de janeiro, que usou um triciclo elétrico.

Na ocasião, ele declarou que a obra tinha "um efeito de integração incrível, já que juntou o bairro do Leblon e São Conrado", e que tinha potencial para servir de trajeto para pessoas que utilizam bicicleta para ir trabalhar. "É a ciclovia mais bonita do mundo", disse, referindo-se à vista livre para o mar. O trecho inaugurado foi o da primeira fase do Complexo Cicloviário Tim Maia, que irá até a Barra da Tijuca.