MULHERES

Regina King fala sobre o cabelo crespo: 'Meu primeiro relaxamento queimou meu couro cabeludo'

20/04/2016 19:04 -03 | Atualizado 27/01/2017 00:31 -02

Regina King acredita que os diferentes penteados e texturas do cabelo das mulheres negras são fenomenais.

A atriz premiada com o Emmy fez essa declaração no episódio mais recente do programa online The Hair Tales, em que mulheres negras de sucesso em Hollywood compartilham suas histórias de cabelo.

O programa foi criado pela crítica cultural Michaela Angela Davis, que considera que há uma história oculta em cada cacho e encaracolado. Ela convidou Regina King a compartilhar sua própria história no episódio final da série. Assista abaixo:

Hair Tales: Regina King from MADFREEtv on Vimeo.

Hair Tales: Regina King from MADFREEtv on Vimeo.

No vídeo do programa, que já teve e participação de estrelas como Mara Brock Akil e Tasha Smith, King fala de seu papel na sitcom 227, da NBC, que primeiro a levou ao conhecimento do público. Ela disse que quando entrou para o seriado, no final dos anos 1980, foi a primeira vez que fez relaxamento em seu cabelo, para ajudar a alisá-lo.

“Fiz meu primeiro relaxamento quando comecei a trabalhar em 227. Aquilo me queimou. Meu couro cabeludo não reagiu bem ao relaxamento.”

A atriz reflete sobre aquele momento e comenta que fez relaxamento quando era tão jovem porque era a moda da época entre as garotas negras. Em seguida, questiona as influências culturais impostas e fala sobre os papéis que representou

no clássico cult Os Donos da Rua (“Boyz In The Hood”), de 1991, e no filme de 1993 Sem Medo no Coração (“Poetic Justice”), outros momentos que definiram sua jornada capilar. Nos dois filmes ela representou personagens que tinham tranças afro belíssimas.

“Essas personagens eram representativas de inúmeras garotas que eu conhecia do colégio”, disse King. “As tranças eram típicas da garota negra bela e normal.”

King elogia as negras por criar penteados originais que, segundo ela, servem de inspiração às mulheres de todas as raças. E diz que para as mulheres o cabelo sempre terá um significado especial, independentemente do penteado.

“Tudo começa com o cabelo”, ela explicou. “Nossa autoconfiança vem em grande parte de nossas tranças.”

Michaela Davis disse que o vídeo foi inspirado no papel de Shalika, que Regina King fez em Os Donos da Rua, e é dedicado a “todas as garotas negras lindas e comuns que sempre existiram e sempre vão existir”, conforme ela disse ao Huffington Post.

Para marcar o episódio final da primeira temporada de seu programa, Davis quis chamar a atenção a Regina King pelos papéis de destaque representados ao longo dos anos e a força de seu trabalho.

“Há décadas Regina traz a realidade da garota negra para uma Hollywood que é hostil a essa ideia”, disse Davis. “Ela já foi uma garota precoce na rua, foi esposa de um sujeito que começou nas ruas e enriqueceu, foi uma personagem muçulmana americana complexa. E nós a vimos levar beleza e honestidade a cada personagem rica e ‘comum’ que ela já encarnou.”

“Confiamos totalmente nela”, disse Davis. “Regina é a garota negra bonita que todos conhecemos. É uma grande atriz americana.”

Este artigo foi originalmente publicado pelo HuffPost US e traduzido do inglês.

LEIA MAIS:

- 100 anos de moda e beleza negra em 50 segundos (VÍDEO)

- Modelo de 4 anos faz sucesso na web ao valorizar cabelo afro

- 12 coisas que só mulheres com cabelo afro vão entender (GIFs)