NOTÍCIAS
19/04/2016 09:39 -03 | Atualizado 27/01/2017 00:31 -02

Ataques do Taliban no centro de Cabul deixam dezenas de mortos

Anadolu Agency via Getty Images
KABUL, AFGHANISTAN - APRIL 19: Afghan policemen keep guard at the site of the Taliban attack in front of Afghan intelligence office in Kabul, Afghanistan on April 19, 2016. At least seven people were killed and more than 300 others were injured in a coordinated attack in the Afghan capital Kabul, health officials said. (Photo by Haroon Sabawoon/Anadolu Agency/Getty Images)

Um ataque suicida de grandes proporções e outro com armas de fogo levados a cabo pelo Taliban contra uma agência de segurança do governo do Afeganistão no centro de Cabul durante o horário de pico desta terça-feira (19) mataram ao menos 28 pessoas e deixaram mais de 320 feridos, uma semana após o grupo militante ter anunciado uma nova ofensiva.

O presidente afegão, Ashraf Ghani, criticou os ataques "nos termos mais fortes possíveis" em um comunicado emitido pelo palácio presidencial, que fica a poucas centenas de metros do local da explosão na capital do país.

A insurgência liderada pelo Taliban afegão ganhou força desde a retirada da maioria das tropas de combate internacionais no final de 2014, e se acredita que a facção islâmica está mais forte do que em qualquer momento desde que foi expulsa do poder por forças apoiadas pelos Estados Unidos em 2001.

O chefe de polícia do Afeganistão, Abdul Rahman Rahimi, disse que civis e membros das forças de segurança afegãs estão entre os mortos e feridos.

As ações ousadas dos militantes começaram com um ataque suicida com um carro-bomba, e em seguida forças de segurança e militantes trocaram disparos, disseram testemunhas da Reuters no local.

O Taliban disse em um site utilizado pelo grupo na língua pashto que cometeu o atentado suicida no "Departamento 10", uma unidade da Diretoria Nacional de Segurança que é responsável por proteger ministros de governo e autoridades.