NOTÍCIAS

Zanetti supera campeão mundial e leva ouro nas argolas no evento-teste

18/04/2016 22:49 -03 | Atualizado 27/01/2017 00:31 -02
Matthew Stockman via Getty Images
RIO DE JANEIRO, BRAZIL - APRIL 18: Arthur Zanetti of Brazil competes on the rings during the Final Gymnastics Qualifier - Aquece Rio Test Event for the Rio 2016 Olympics at the Olympic Park on April 18, 2016 in Rio de Janeiro, Brazil. (Photo by Matthew Stockman/Getty Images)

O primeiro campeão olímpico da ginástica artística brasileira está de volta à velha forma. Depois de ficar de fora da final do Mundial do ano passado, Arthur Zanetti brilhou nesta segunda-feira (18) para conquistar a medalha de ouro nas argolas no evento-teste dos Jogos Olímpicos do Rio, na Arena Rio, na sua primeira competição internacional na temporada. Para faturar o título, Zanetti recebeu nota 15,866 e superou, por pouco, o atual campeão mundial, o grego Eleftherios Petrounias, que somou 15,833. Os dois são os grandes candidatos a brigarem pelo ouro na Olimpíada.Ambos são muito regulares. Petrounias recebeu 15,800 nas eliminatórias e 15,900 na final do Mundial passado, realizado em Glasgow (Escócia). De acordo com os dados do site da Federação Internacional de Ginástica (FIG), o grego se apresentou 10 vezes em competições oficiais nos últimos 12 meses e em oito somou acima de 15,700.

Já Zanetti, que também primava por essa regularidade, teve atuação decepcionante no Mundial do ano passado, quando recebeu 15,433 nas eliminatórias e não conseguiu vaga na final. Desde então, treinou uma nova série, que foi apresentada no evento-teste. Mereceu 15,800 nas eliminatórias e 15,866 na final.Nesta segunda, Zanetti e Petrounias superaram outro forte candidato a fazer final olímpica, o francês Samir Ait Said, que recebeu nota 15,500. Ele foi finalista dos últimos três Mundiais, subindo do sexto para o quarto lugar. Além do grego e do francês, também os chineses Yang Liu (campeão mundial em 2014 e bronze em 2015) e Hao You (bronze em 2014 e prata em 2015) devem brigar pelo pódio olímpico com o brasileiro.Petrounias deixa o Rio direito para Olímpia, na Grécia, onde terá a honra de ser o primeiro carregador no revezamento da tocha olímpica. Ele passará o fogo olímpico para o brasileiro Giovane Gávio, ex-jogador de vôlei.

LEIA MAIS:

- Arthur Zanetti e a ginástica mental de um campeão olímpico: 'Ginástica não é esporte só para meninas'

- Revanche de Ronda? Ouro no futebol? 11 momentos que o esporte reservou para 2016