NOTÍCIAS

PT pede à Justiça Eleitoral que investigue as contas de Aécio

15/04/2016 16:52 -03 | Atualizado 27/01/2017 00:31 -02
Rovena Rosa/Agência Brasil

O Partido dos Trabalhadores pediu à Justiça Eleitoral que investigue as empresas que prestaram serviço para a campanha do senador Aécio Neves (PSDB-MG), derrotado na disputa presidencial em 2014.

Segundo a Folha de S.Paulo, o PT aponta irregularidades na nos serviços e no registro de gastos. Entre outros, diz que a Comunicação LTDA, contratada em 2014, não foi encontrada na prestação de contas, como estabelece o Comitê Eleitoral.

"Uma empresa localizada em apenas uma sala de edifício comercial na capital mineira possa prestar serviços de produção de rádio e televisão, com efeito, seriam necessários estúdios, salas de gravação, ilhas de edição, entre outros, carecendo assim de verossimilhança quanto a entrega do produto contratado", diz o texto, diz a Folha.

Em outubro do ano passado, o PT também protocolou no Tribunal Superior Eleitoral uma “nota de ilegalidade” indicando irregularidades na prestação de contas do senador tucano.

A legenda destacou a substituição de mais de 2 mil recibos de doações eleitorais, o equivalente a quase 80% dos lançamentos declarados. Estavam na lista contribuições de empresas investigadas pela Operação Lava Jato.

De acordo com o PT, há precedentes para o pedido que foi feito nesta sexta-feira (15), uma vez que o ministro Gilmar Mendes fez o mesmo em relação às contas da presidente Dilma Rousseff.

LEIA TAMBÉM:

- Para Cardozo, da AGU, História 'jamais perdoará quem romper com a democracia'

- Hélio Bicudo faz defesa de impeachment no plenário da Câmara: 'Golpe houve quando se sonegou informação do País'

- Governo reage à debandada de aliados e cria frente com 186 deputados pró-democracia

- Mendes: 'Se precisa do STF para permanecer no cargo, não pode mais ser presidente'