LGBT

5 novidades para saber sobre a saúde de lésbicas e mulheres bissexuais

15/04/2016 22:04 -03 | Atualizado 27/01/2017 00:31 -02
getty images

Todas as semanas, o HuffPost Queer Voices, em parceria com o blogueiro Scout, a organização LGBT HealthLink e a pesquisadora Susana Fajardo, traz para você um resumo com as principais notícias sobre bem-estar LGBT dos últimos sete dias. Para saber mais sobre o assunto, visite nossa página aqui.

Nossos amigos do site Bustle reuniram uma lista de cinco coisas que talvez você não saiba sobre a saúde de lésbicas e mulheres bissexuais. Não perca!

Transexual Jaan Williams supera barreiras na Casa Branca

Ótima notícia! Jaan Williams acabou de ser indicado como relações públicas da Casa Branca para o Departamento de Saúde e Serviços Humanos (HHS). Com isso, Williams se torna a primeira pessoa transexual a trabalhar como relações públicas da Casa Branca para uma agência do governo. Uma grande vitória para Williams e para a comunidade LGBT nos Estados Unidos!

Estudo revela problemas em abordagem de médicos sobre câncer de próstata na comunidade gay

Um novo estudo levantou sérias questões sobre como médicos falam com homens gays e bissexuais que têm câncer de próstata. Quais problemas foram identificados?

Pressupor que os pacientes eram heterossexuais, dificuldades dos pacientes em revelar a orientação sexual e o desconhecimento sobre o efeito do câncer de próstata na sexualidade queer. Quais recursos foram usados para melhorar a situação? O reconhecimento da orientação sexual e a pesquisa sobre como o câncer de próstata pode afetar a sexualidade.

Qual o perfil dos homens gays que fumam?

Sabemos que o tabagismo é um grande problema, mas qual o perfil das pessoas que de fato fumam? Pesquisadores avaliaram dados de mais de 6,5 mil homens gays e bissexuais e descobriram que, comparados aos não fumantes, os que fumam tendem a ser jovens, estudaram até o ensino médio e alguns são portadores do vírus do HIV.

Quer melhorar a saúde mental dos estudantes transexuais?

A ciência comprova: moradia e banheiros têm muita importância. Um novo estudo revelou que proporcionar moradia e banheiros a estudantes universitários transexuais que estejam de acordo com sua identidade de gênero está relacionado a um menor risco de suicídio. A medida se mostrou eficaz mesmo reprimindo o bullying e insultos pessoais.

Jovens são mais propensos a revelar que são portadores do vírus HIV e sugerir uso de camisinha

Um novo estudo comparou homens gays e bissexuais que tinham mais de 50 anos com jovens na faixa de 18 a 34 anos, para identificar que grupo tinha mais facilidade em revelar sua condição de portador do vírus HIV e sugerir sexo seguro (especialmente o uso de preservativos). Resulta que homens mais jovens têm mais facilidade em fazer as duas coisas. Conselho aos mais velhos: pode ser hora de aprender alguns truques novos.

Este artigo foi originalmente publicado pelo HuffPost US e traduzido do inglês.

LEIA MAIS:

- Arte e desconstrução: Ensaio nu questiona estereótipos relacionados ao HIV

- Liniker fala sobre racismo e empoderamento: 'Quero que o palco seja voz das questões pretas'

- Filho de casal homoafetivo, garoto de 14 anos rebate perguntas sobre família no 'Altas Horas'