MULHERES

Comercial de Sephora traz mensagem de empoderamento para mulheres chinesas terem o direito de não se casar (VÍDEO)

07/04/2016 13:56 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:52 -02

A pressão para que mulheres encontrem um marido acontece em todos os lugares do mundo, em maior ou menor grau.

Isso demonstra não só a privação de liberdade de escolha da mulher em ser solteira e respeitada como indivíduo pleno, como também um total alheamento e desrespeito à sua orientação sexual, que pode não ser hetero.

Na China, mulheres acima dos 25 anos de idade que ainda não se casaram são consideradas Sheng nu. Esse termo significa "mulher abandonada" e tem um peso horrível em suas vidas.

Pensando nisto, a linha de maquiagem Skincare brand SK-II, da Sephora, fez um mini documentário em forma de comercial chamado Assuma o controle do Mercado de Casamentos.


O nome do vídeo não é à toa, em Shanghai há um Mercado de Casamentos feito no Parque do Povo da cidade, no qual os pais divulgam perfis de seus filhos e filhas.

Uma das mulheres entrevistadas para o comercial diz que é como se eles estivessem vendendo suas filhas. "Na sociedade chinesa, pessoas pensam que mulheres solteiras são incompletas", ressente.

Para piorar toda esta situação, a cultura chinesa prega o respeito aos pais acima de tudo, então a pressão e a culpa que estas mulheres sentem são ainda maiores.

Elas se sentem na responsabilidade de não desapontar suas mães e seus pais -- que reforçam esse peso, sem nem entender o que estão causando às suas filhas.

Assim, a grande sacada desta campanha publicitária foi focar neste ponto: A empresa reuniu diversas mulheres acima dos 25 anos que se sentem oprimidas com essa norma social para que elas tomassem conta do Mercado de Casamentos.

Elas trocaram os anúncios feitos pelos seus pais por fotos delas mesmas e mensagens explicando como toda essa pressão as violenta.

shanghai

As mensagens são diversas:

"Eu não quero me casar só por casar. Eu não vou viver feliz desta forma."

"Mesmo se eu estiver sozinha eu vou viver feliz, confiante e ter uma vida boa"

"Em oposição ao termo Sheng nu (mulher abandonada): quero dizer que tenho uma ótima carreira profissional e isto tem outro nome "mulher poderosa""

"Estou feliz sozinha. Me sinto livre e gosto de ser solteira, me sinto bem assim"

"Se sentir independente é o melhor estilo de vida e é o tipo de vida que eu quero pra mim"


E a reação das mães e dos pais quando encontram suas filhas é muito emocionante! Uma mãe fala "Minha filha é linda. Sheng nu devem se orgulhar!" e outro pai diz que se e a vontade da filha estar solteira, então eles irão respeitá-la.

eita laia

O vídeo termina com a fala de uma das mulheres e uma mensagem final da campanha:

"Eu sou confiante. Sou independente. Eu amo minha vida. Eu sou uma puta mulher incrível!"

"Não deixe que a pressão dite o seu futuro. Celebre mulheres independentes em todos os lugares compartilhando este vídeo e ajudando a #mudarodestino"

Além de, claro, muitas lágrimas em seus olhos.

Boa, Sephora! Isso faz a gente pensar como essa pressão se dá aqui no ocidente também, só que de maneira bem velada.

LEIA MAIS:

- #SeuCabeloSuaEscolha: Nova campanha de Dove incentiva mulheres a ter o cabelo que desejarem

- Comercial indiano do sabão em pó Ariel questiona papéis de gênero e o fardo da tripla jornada feminina

- H&M inova com modelo de hijab e comercial sobre liberdade